Palmas, Tocantins -

Cidades


Covid-19
215 visualizações

Palmas reforça importância de observar tempo de intervalo entre as vacinas

Ministério da Saúde recomenda um prazo entre duas vacinas para não prejudicar os efeitos delas
- Atualizada em
Descrição: Imagem ilustrativa Raiza Milhomem/Prefeitura de Palmas

Com 189.205 pessoas imunizadas com a primeira dose da vacina contra a covid-19 em Palmas, é importante que este público fique atento ao intervalo de cada um dos imunizantes para receber a segunda dose. A orientação do Ministério da Saúde (MS) é que haja um prazo entre duas vacinas para não prejudicar os efeitos delas.

 

Palmas segue a recomendação do Ministério da Saúde que é prazo de intervalo de 28 dias, do imunizante Coronavac e de 12 semanas da Pfizer e a Astrazeneca.

 

A diretora de Vigilância em Saúde de Palmas, Marêssa Ribeiro, explica que a Secretaria de Saúde da Capital tem buscado acompanhar as recomendações do Ministério, e também as evidências científicas por meio de estudos sobre o melhor tempo de intervalos entre a aplicação das doses das vacinas de Covid.

 

Com relação à dose de reforço para os idosos é importante destacar que a vacina só é feita depois de completar o esquema vacinal há mais de seis meses. No caso dos imunossuprimidos, eles devem esperar 28 dias após a segunda dose.

 

Palmas já aplicou 270.310 doses de vacinas contra a Covid-19, sendo que 189.205 receberam a primeira dose e 80.156 receberam a segunda ou a dose única; 949 pessoas já receberam a dose de reforço.