Palmas, Tocantins -

Cidades


Em Palmas
749 visualizações

Polícia Civil prende cinco traficantes e faz apreensão de mais de 40 kg de drogas

Cinco traficantes são capturados em Palmas e DENARC apreende mais de 40 kg de droga, envolvendo maconha e cocaína; também foram apreendidos balanças de precisão profissionais e munições
- Atualizada em
Descrição: Ilícitos apreendidos pela DENARC Divulgação SSP;

Na 1ª fase da operação “Tomahawk”, policiais civis da Delegacia Especializada na Repressão a Narcóticos (DENARC), apreenderam, nesta quinta-feira, 1, mais de 40 kg de drogas e detiveram cinco pessoas envolvidas com o tráfico de drogas na capital.

 

Conforme a delegada Luciana Coelho Midlej, titular da Denarc e responsável pelo caso, os policiais civis apreenderam em poder do grupo, cerca de 40 kg de maconha, 2 kg de pasta base de cocaína e 1 kg de cocaína pura. A operação Tomahawk teve início há algumas semanas, quando os policiais civis da Denarc começaram a monitorar o grupo de criminosos que agia, sobretudo, na região sul de Palmas e recebia drogas de uma organização criminosa do Estado de Goiás.

 

Durante a ação foram presos Carlos Augusto Soares dos Santos, conhecido como “Jiraya”, 22 anos e considerado o chefe da organização criminosa, Daniel da Silva Chaves, de 23 anos, Marcelo Rodrigo Mendes Barbosa, de 22 anos, Meryellen da Silva Brito, 20 anos e Carla Pereira de Souza, 19 anos.

 

A Polícia Civil moveu revistas em duas residências, as quais ficam localizadas nas Quadras 1304 e 1406 sul e durante as buscas realizadas em uma das casas, que servia como depósito de drogas para o bando, encontraram 12 munições intactas, calibre .40, além de sete balanças  de precisão, sendo que duas delas são de uso profissional e 1 kg de maconha escondido em embaixo do pneu de estepe de um VW Voyage, que era utilizado pela quadrilha e também foi apreendido pela Denarc.  

 

Ainda durante os levantamentos realizados pelos agentes da Denarc, na hora de ser identificado, Carlos Augusto Soares, chefe da quadrilha, apresentou um RG falso, com o nome de Gabriel Soares. Consequentemente, o mesmo também responderá por uso de documento falso e porte ilegal de munição. Os policiais civis também descobriram que Carlos possui mandados de prisão em aberto pelos crimes de homicídio e tráfico de drogas, no Distrito Federal.

 

Os indiciados foram conduzidos à sede da Denarc, onde foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Logo em seguida, as mulheres foram recolhidas à carceragem da Unidade Prisional Feminina de Palmas, e os homens foram encaminhados à Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.