Palmas, Tocantins -
Vale do Rio Manuel Alves

Prefeitos do Sudeste avançam em criação de aterro sanitário por meio de Consórcio

Fazem parte do Consórcio os municípios Novo Jardim, Almas, Dianópolis, Porto Alegre do Tocantins e Rio da Conceição. aterro
- Atualizada em
Divulgação

Com o objetivo de acelerar a abertura do aterro sanitário, os prefeitos de Novo Jardim, Arlindo Cipollato, de Almas, Wagner Nepomuceno, de Dianópolis, Padre Gleibson Moreira, de Porto Alegre do Tocantins, Rennan Cerqueira e de Rio da Conceição, Mauro Júnior, estiveram reunidos na manhã de ontem, na Câmara Municipal de Novo Jardim, para tratar sobre a deliberação do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável Vale do Rio Manuel Alves – CIDS Vale do Rio Manuel Alves.

 

Os prefeitos avançam nas negociações que vão possibilitar a abertura do aterro sanitário que vai atender as demandas dos respectivos municípios. “O Consórcio já possui CNPJ e já realizou abertura de conta corrente. São passos que estão sendo dados para a consolidação de um projeto que vai atender as nossas comunidades”, destacou o presidente do Consórcio, prefeito de Almas, Wagner Nepomuceno.

 

O município de Novo Jardim, que sediou o evento, está com toda documentação pronta. “Aderimos ao Consórcio por meio de convite dos demais prefeitos, que já tinham o recurso e diante da proposta, adiantamos toda nossa documentação, priorizando o trabalho com o objetivo de acelerar a abertura do aterro sanitário que será muito importante para nossa região”, destacou o prefeito, Arlindo Cipolatto.

 

Com a criação do Consórcio, o grupo aguarda a liberação do recurso por parte do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES), para dar início aos procedimentos de abertura do aterro.

 

Na reunião, os prefeitos e secretários municipais de meio ambiente dos respectivos municípios, debateram sobre as Diretrizes Orçamentárias e o Orçamento, assinatura do contrato de rateio, quadro de pessoal, jornada de trabalho e remuneração, nomeação e posso da diretoria executiva do Consórcio, contratação de contador e assessoria jurídica, apresentação do Edital 20119 sobre gestão de resíduos sólidos urbanos, apresentação dos custos de serviços dos resíduos sólidos de cada município consorciado e contratação do Consórcio para a prestação dos serviços de gerenciamento dos resíduos sólidos domésticos e lixo hospitalar, abrangendo etapas de limpeza pública, coleta, transporte, transbordo e tratamento. “Um dos objetivos do Consórcio é a gestão integrada dos resíduos sólidos, conforme prevê o Protocolo de Intenções, devidamente ratificados por todos os legislativos municipais”, frisou o advogado, Jânio Washington Barbosa da Cunha.

Notícias sobre:

sudeste aterro sanitário consórcio