Palmas, Tocantins -
Greve nacional

Professores e estudantes vão as ruas nesta quarta contra os cortes na Educação

Em Palmas ato se concentrará em frente a Assembleia Legislativa do Tocantins, às 9h.
- Atualizada em
Da web

Centrais sindicais junto com profissionais da educação e estudantes promovem em todo país, nesta quarta-feira 15, uma greve nacional contra os cortes no orçamento anunciado pelo Ministério da Educação. Somente na Universidade Federal do Tocantins o corte representou uma perda de quase R$18 milhões no orçamento.

 

Em Palmas ato se concentrará em frente a Assembleia Legislativa do Tocantins, às 9h. Apesar  do maior corte ter sido para as instituições federais, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Tocantins (Sintet) também convocou seus membros para se manifestarem contra o corte e contra a reforma da previdência.

 

Em seu site na internet, o Sintet também diz que se manifestará contra a revogação do estatuto do desarmamento, a revogação de conselhos sociais, a transferência da demarcação das terras indígenas para o Ministério da Agricultura, entre outras pautas que ajudaram a eleger o atual presidente.

 

Na UFT, os atos estão sendo organizados pela Seção Sindical dos Docentes da Universidade Federal do Tocantins (Sesduft) e estão previstos para ocorrer em Araguaína, Palmas, Arraias, Gurupi, Miracema, Tocantinópolis e Porto Nacional.