Ronivon anuncia concurso público da Guarda Municipal de Porto Nacional para este ano

Prefeito não detalhou sobre quantas vagas serão ofertadas e também anunciou entrega de armamento para a instituição

O prefeito Ronivon Maciel anunciou na noite desta terça-feira, 18, que será realizado, ainda em 2022, o concurso público para provimento de cargos da Guarda Municipal de Porto Nacional. De acordo com o gestor municipal, o acréscimo no efetivo e o armamento da equipe reforçará a segurança pública em todo o município. O anúncio foi realizado no Centro de Convenções Comandante Vicente de Paula, em reunião realizada para debater sobre a implantação de uma delegacia especializada na repressão a crimes rurais no Estado, em especial na região de Porto.

 

O debate foi realizado com a presença do prefeito Ronivon, do superintendente de Segurança Pública de Porto Nacional, Marcílio Parente, empresários, produtores rurais, autoridades e lideranças do setor agropecuário a fim de combater a incidência de crimes rurais e garantir mais segurança aos produtores e moradores do campo.

 

Na ocasião, o prefeito disse que a gestão prestará o apoio necessário para amenizar e combater esses crimes. “Precisamos avançar. Ainda esse ano realizaremos o concurso público para a Guarda Municipal de Porto Nacional, é um compromisso que faço com a sociedade portuense. Estamos sensíveis à situação pautada na reunião de hoje e, dentro do que cabe ao município, estaremos totalmente dedicados para somar e contribuir com a segurança pública. Esse acréscimo na Guarda Municipal será providencial”, afirmou Ronivon Maciel, lembrando que “essa é uma causa nobre que pede a soma de esforços; gestão municipal, estadual e federal, poder legislativo, polícia militar, polícia civil, para que nós possamos, de forma efetiva, atuar na repressão desse problema”, frisou.

 

O evento foi idealizado e organizado pelo empresário Rolmey Arantes, que ressaltou a importância de uma delegacia voltada especialmente para a repressão de crimes no campo. “A criação de uma delegacia especializada dará mais agilidade na resolução dos crimes, sendo importante para os produtores rurais, pois representará mais segurança e tranquilidade a todas as pessoas que vivem e trabalham no campo”, pontuou.

 

A proposta é que a delegacia coordene, investigue e crie ações de combate à ações criminosas como assaltos, furtos de animais, maquinários agrícolas, dentre outros delitos relacionados à atividade rural.

 

“O governo tem trabalhado para avançar no sentido de promover a segurança para a população, vamos coordenar uma reunião já na próxima terça-feira, 25, para dar andamento a essa discussão. O enfrentamento da criminalidade no campo faz parte da nossa missão”, enfatizou o secretário estadual de Segurança Pública, Wladimir Costa.

Comentários (0)