Palmas, Tocantins -

Cidades


Em Palmas

Semus contrata empresa para ampliar capacidade das usinas de oxigênio das UPAs

Usinas de oxigênio aumentarão sua capacidade de produção de 10 mil para 40 mil metros cúbicos/mês
- Atualizada em
Raiza Milhomem/Prefeitura de Palmas

A Secretaria Municipal da Saúde (Semus) assinou novo contrato com a empresa fornecedora de oxigênio, Luk Ind. e Com. de Usinas Geradoras de Oxigênio, no valor de R$ 877.500,00. Com isso, as duas usinas de oxigênio passarão de cinco mil metros cúbicos por mês cada, para 20 mil metros cúbicos cada uma. Desta forma, serão ofertados 40 mil metros cúbicos/mês para os pacientes das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Norte e Sul de Palmas.

 

No segundo semestre do ano passado, a Semus equipou as (UPAs) Norte e Sul para receber os pacientes suspeitos e confirmados para a Covid-19. Com isto, cada uma dessas unidades passou a ter uma usina de oxigênio medicinal concentrador.

 

O equipamento substitui os cilindros de oxigênio. Além disso, a usina da UPA Sul possibilita a recarga de cilindros de oxigênio para transporte nas viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

 

A Semus ainda destaca que as usinas têm possibilitado uma resposta ainda mais rápida àqueles pacientes que necessitam tanto ser intubados e precisam de respiradores, quanto àqueles que demandam de anestesias, reanimações cardiorrespiratórias e como terapia profilática ou curativa para diversos tipos de doenças. É usado também para administração de medicamentos, por meio de inalações/nebulizações.

 

A partir dessas usinas é possível ter mais praticidade para as unidades, ou seja, com os equipamentos não é necessário trocar os cilindros de oxigênio, pois o material gerado é tubulado e de fácil acesso aos pacientes. Com a realização de manutenção regular, usinas de oxigênio do tipo podem ter vida útil de 20 a 30 anos.

 

A empresa virá a Palmas esta semana para definir a infraestrutura necessária para iniciar a ampliação das usinas.