Palmas, Tocantins -

Cidades


Sem negociação do PCCR
704 visualizações

Servidores públicos da saúde deflagram greve em Santa Fé do Araguaia

O movimento grevista será iniciado na próxima 6ª feira. Os servidores deixaram uma ressalva que caso a prefeita venha a se manifestar com uma ação concreta a greve poderá ser suspensa...
- Atualizada em
Descrição: Servidores decidem entrar em greve Ascom Sintras

Na manhã desta segunda-feira, 17, durante Assembleia Geral, os servidores da saúde do município de Santa Fé do Araguaia deflagram greve em virtude da gestão municipal não demonstrar interesse para negociar e implantar o Plano de Cargo, Carreira e Remuneração.

O movimento grevista será iniciado na próxima sexta-feira, 21, com concentração dos servidores às 8h, na Praça José Cardoso seguindo pelas principais ruas de Santa Fé do Araguaia – TO.

Os servidores também deixaram uma ressalva que caso a prefeita venha a se manifestar com uma ação concreta poderá ser suspenso o movimento grevista.

De acordo com o presidente do Sintras, Manoel Pereira de Miranda, a situação só se agravou devido os gestores adiar a discussão da elaboração do plano, e até agora, o governo municipal não demonstrou força de vontade para resolver o impasse.

“O que está acontecendo é falta de vontade política. No Tocantins está faltando gestores que se interessam em melhorar as condições de trabalho dos servidores e respeitar seus direitos. Estão brincando com os servidores e a população”, relata Miranda.

Ele acrescenta ainda que a greve irá acontecer por culpa da gestão. “A greve só vai acontecer por intransigência dos gestores, que não tem compromisso com a categoria”.

Acompanhando o presidente Manoel Miranda está o diretor regional de Araguaína, Ireno Fernandes Dias, e os advogados do Sintras.

 

Comunicado

Para conhecimento e esclarecimentos, será distribuído em todas as unidades de saúde e à população em geral de Santa Fé do Araguaia um comunicado informando sobre a greve e explicando os reais motivos da paralisação dos serviços de saúde, onde somente os serviços essenciais estarão funcionando.

O comunicado de greve foi encaminhado aos representantes da Comarca de Araguaína, Polícia Militar, e à secretária estadual de saúde Vanda Maria Gonçalves Paiva.

 

Comissão

Para a ocasião, foi definida a Comissão de Greve composta dos servidores Cristiane Afonso Pelegrine (agente comunitário de saúde), Deuzuite Morais Silva Leite (Técnica de enfermagem), e Adrielmo da Cruz Carvalho (Técnico de enfermagem). Para suplência Maria Eunice Vieira (agente comunitário de saúde, Gleice de Souza Reis (Técnica de enfermagem) e Emerson Alencar Guerra (agente comunitário de saúde)).

 

Negociação

Além das visitas diretas aos representantes da prefeitura de Santa Fé do Araguaia, o Sintras realizou várias tentativas com o intuito de provocar uma comunicação breve para logo agilizar a implantação do plano de carreira dos servidores municipais.

Com isso vários ofícios foram protocolados na prefeitura instigando seus representantes para discutir o assunto, sendo o primeiro emitido em setembro de 2012.

Entre os ofícios emitidos está o de nº 443, de 17.09.12 comunicando os nomes dos servidores para compor a comissão de elaboração do plano. E ainda o de nº 036, protocolado 13 de março de 2013, ao gestor da prefeitura de Santa Fé do Araguaia, e secretária municipal de saúde, solicitando a reabertura das negociações sobre a implantação do PCCR dos servidores municipais.

Contudo, entramos no ano de 2014, e nada de discussão, muito menos implantação do PCCR.