Palmas, Tocantins -

Cidades


Xingamentos
238 visualizações

Sindicato dos Jornalistas repudia ataques a profissionais da imprensa em Palmas

O Sindjor-TO disse que irá tomar as medidas necessárias para que tal fato não volte a ocorrer, inclusive levando às autoridades competentes, a identificação do agressor.
- Atualizada em
Da Web

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Tocantins repudiou, veementemente, por meio de nota à imprensa, o ocorrido com uma equipe de TV durante a cobertura jornalística diária em Palmas. Um homem, em um carro identificado com o nome de uma empresa, parou os profissionais e começou a proferir ofensas ao trabalho da imprensa.

 

Não satisfeito, ele ainda continuou o ataque, seguindo e perseguindo o carro da equipe e continuando os xingamentos e desrespeito. Diante disso, o Sindicato destacou o papel fundamental da imprensa nesse momento, onde os jornalistas têm trabalhado, incansavelmente, para levar à sociedade informação de qualidade, confiável e imparcial.

 

“São profissionais essenciais nesse momento de pandemia e de excesso de notícias, entre elas, as falsas, que inclusive podem causar estragos irreversíveis. É inaceitável que esses profissionais sofram qualquer tipo de ataque”, disse a presidente do Sindjor-TO, Alessandra Bacelar.

 

Segundo ela, não concordar com o que é exibido nos veículos de comunicação é um direito de todo o cidadão num país democrático, mas ameaçar o trabalho dos jornalistas é crime e deve ser repudiado por toda a sociedade.

 

O Sindjor-TO disse que irá tomar as medidas necessárias para que tal fato não volte a ocorrer, inclusive levando às autoridades competentes, a identificação do agressor. “Não vamos parar o nosso trabalho, continuaremos de casa ou das redações, diariamente comprometidos em informar a população tocantinense”, assegurou.