Palmas, Tocantins -
MPE instaurou inquérito
535 visualizações

Suspeita de compra de voto na eleição do Conselho Tutelar de Araguatins é investigada

No texto do inquérito, o promotor de justiça da 2ª Promotoria de Justiça da cidade orientou que não seja feita a homologação do resultado final até que as investigações sejam concluídas.
- Atualizada em
Imagem ilustrativa Reprodução

O Ministério Público do Estado do Tocantins instaurou inquérito civil público para apurar a suspeita de compra de votos e uso abusivo de transporte de eleitores pela comissão do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Araguatins. O inquérito tem data do dia 10 de outubro e foi publicado na edição desta segunda-feira, 14, do Diário Oficial do órgão. 

 

A eleição que definfiu o nome dos conselheiros tutelares foi realizada em todo o país no último dia 6 de outubro. Na cidade de Araguatins cerca de 20 pessoas disputaram cinco vagas de conselheiros. 

 

No texto do inquérito, o promotor de justiça Décio Gueirado Júnior, da 2ª Promotoria de Justiça da cidade, orientou que não seja feita a homologação do resultado final até que as investigações sejam concluídas.

 

O promotor de Justiça determinou ainda o envio de cópia do inquérito para o presidente do CMDCA para conhecimento e efetiva participação na instrução do procedimento e também comunicou a Secretaria de Ação Social e solicitou suporte nas apurações.

 

O T1 Notícias tentou contato com o Conselho Municipal de Araguatins e com a Secretaria de Assistência Social, mas até o fechamento dessa matéria as nossas ligações não havaim sido atendidas. O espaço segue aberto para manifestação das partes citadas.