TJ e Unimed inauguram centro de conciliação em Palmas para resolução de conflitos

O centro tem a finalidade de desenvolver políticas pacificadoras no tratamento de conflitos entre os beneficiários do plano (Unimed Palmas) e a Justiça

Foi inaugurado na tarde desta terça-feira, 17, o Centro de Conciliação Unimed Palmas, como resultado do Termo de Cooperação Selo Empresa Amiga da Justiça Mais Sustentável, firmado entre o Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) e a Unimed Palmas no ano passado. O centro tem a finalidade de desenvolver políticas pacificadoras no tratamento de conflitos entre os beneficiários do plano (Unimed Palmas) e a Justiça.

 

O espaço está localizado nas instalações do Centro Administrativo da empresa na capital (quadra 401 Sul) e contará com uma conciliadora para recepcionar os processos em sua fase pré-processual. O centro terá o suporte da equipe do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do TJTO. No Tocantins, a Unimed é a primeira empresa a aderir ao termo.

 

“Nós temos hoje uma nova realidade e devemos quebrar alguns paradigmas, primando pelos meios alternativos de solução de conflitos e buscando reduzir a litigiosidade. Mais que uma ação, trata-se de uma política nacional no tratamento adequado à composição de conflitos. Para mim, é uma satisfação imensa participar deste momento tão representativo para o Judiciário e para a sociedade. Esse projeto será um case de sucesso”, disse a presidente da Comissão Gestora do Plano de Logística Sustentável do Poder Judiciário do Tocantins (CGPLS/PJTO), desembargadora Ângela Prudente.

 

“Eu acredito ser um ganho gigante para o nosso usuário, uma vez que poderão ser resolvidos os conflitos que porventura surjam com o plano de saúde rapidamente, e dentro do próprio serviço da Unimed-Palmas, sem precisar judicializar”, avaliou o diretor-presidente da Unimed-Palmas, Maurício Thomas Kawai Costa. Já o diretor-administrativo do plano, Ricardo do Val Souto, disse que a inauguração do centro “é um serviço pioneiro no Tocantins e será coroado de êxito”. Ele destacou que a conciliação contribuirá para evitar a sobrecarga do Judiciário no Estado.

 

Ações conjuntas

 

A inauguração do espaço em Palmas é decorrente de ações conjuntas do Nupemec e da Comissão de Sustentabilidade do Tribunal de Justiça. “Nós vamos buscar o entendimento antes do ajuizamento, então isso representa uma solução rápida para o usuário, para o plano de saúde e uma prevenção de ajuizar os processos. Eu vejo que é uma união de esforços para que as coisas se resolvam com menos dificuldade para qualquer um dos interessados”, disse a juíza coordenadora do Nupemec/TJTO, Silvana Parfieniuk.

 

“Quero parabenizar pelo projeto e dizer que ele é mais uma forma de estreitarmos as relações com a  Unimed Palmas, essa primeira empresa aaderir e também que serve de exemplo para outras que tiverem interesse. O que se fará aqui no centro é um ato de responsabilidade social, de modo a resolver os conflitos de forma mais urgente. Desejo sucesso e que a iniciativa inspire outras empresas”, disse o juiz auxiliar da Presidência do TJTO Manuel de Faria Reis Neto, na ocasião representando o presidente da Corte, desembargador João Rigo Guimarães.

 

Presenças

 

Também prestigiaram a solenidade a corregedora-geral da Justiça do Tocantins, desembargadora Etelvina Maria Sampaio Felipe, a promotora de Justiça e coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Saúde, Araína Cesárea Ferreira Santos D’Alessandro, representando o Procurador Geral de Justiça, Luciano Casaroti, a coordenadora do Departamento Jurídico da Unimed Palmas, Thaís de Paula e Silva, o advogado Luís Otávio Fraz, e servidores do Judiciário.

Comentários (0)