Palmas, Tocantins -
Risco no lago
1.287 visualizações

Vento forte faz barco naufragar em Palmas e turistas são resgatados por helicóptero

Por mais de duas horas, eles ficaram à deriva e só conseguiram pedir socorro graças a uma ligação de celular que um deles conseguiu fazer, após afundar a embarcação.
- Atualizada em
Bombeiros também atuaram no resgate a família. SSP - TO - Divulgação

Devido ao forte vento, após ter o barco naufragado no lago de Palmas, a cerca de 20 quilômetros da Capital, no começo da tarde desta sexta-feira, 6, quatro turistas tiveram que ser resgatados pelo helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER) da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

 

Às 12h50, os tripulantes do CIOPAER receberam a informação de que uma família inicialmente composta por cinco pessoas havia sofrido um naufrágio no lago de Palmas e precisava de socorro imediato.

 

 

Aeronave da Segurança Pública pousa à margem do Lago para auxiliar no resgate a turistas.

 

 

Com base nas coordenadas fornecidas pelo Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins, às 12h53 minutos, a aeronave decolou rumo ao local indicado, chegando após 10 minutos.

 

No entanto, eles não estavam mais no ponto fornecido como provável local de resgate. Desse modo, os tripulantes expandiram às buscas e cerca de 5km à frente, já em direção a Usina de Lajeado, conseguiram avistar quatro pessoas, que estavam separadas e nadavam à espera de socorro, enquanto se agarram a utensílios e objetos do barco que havia afundado.

 

Assim que a aeronave chegou ao ponto para iniciar o resgate, um dos tripulantes embarcados realizou salto e verificou as condições das vítimas. Logo em seguida, o barco com os militares efetuou o resgate de todos. Os quatro passageiros do barco naufragado foram conduzidos até a base de apoio dos Bombeiros para que pudessem ser verificadas as condições em que se encontravam.

 

Forte vento

 

Um dos passageiros resgatados informou que a família havia iniciado o passeio de barco às 6h30 desta manhã e foi até uma ilha no meio do lago. No entanto, devido à falta de água potável, os tripulantes, já por volta de 11h30, decidiram voltar para a margem, mas devido à incidência do forte vento que assolou a Capital nesta manhã, começou a entrar água no barco e, em poucos minutos, ele acabou afundando.

 

Por mais de duas horas, a família ficou à deriva e, só conseguiu pedir socorro graças a uma ligação de celular que um deles conseguiu fazer, após afundar a embarcação.