Palmas, Tocantins -
Renata Tum

Renata Tum

curtas@t1noticias.com.br
Colunista do editorial Curtas

No HGP

1ª cirurgia de trânsito intestinal por videolaparoscopia

O procedimento foi realizado com uma moradora da Capital e durou cinco horas
- Atualizada em
Foto: Washington Luiz

Contando com equipamentos de laparoscopia, realizando procedimento cirúrgico menos incisivo, o Hospital Geral de Palmas (HGP) realizou na última terça-feira, 16, a primeira cirurgia de reconstrução de trânsito intestinal por vídeo laparoscopia no sistema público estadual. O procedimento foi realizado com uma moradora da Capital e durou cinco horas. A beneficiada foi a estudante Letícia Gomes Ribeiro, de 20 anos. Convivendo com uma bolsa de colonostomia desde 2016, após sofrer intercorrências durante o parto de sua primeira filha, e enfrentar um processo infeccioso, ela precisou fazer uma histerectomia, retirando útero e ovários. “Tudo era muito difícil porque eu não conseguia arrumar emprego. Logo que falava que precisava me ausentar, às vezes por causa da limpeza da bolsa, eu não conseguia trabalho. Agora tudo vai mudar”, afirmou. Confiante, Letícia sonha em voltar a ter uma vida normal como qualquer jovem de sua idade. “Vou voltar a estudar e com certeza voltar a trabalhar”, afirma. De acordo com o cirurgião Itágores Hoffman I, coordenador do Serviço de Cirurgia do Aparelho Digestivo do HGP, além de causar menos incômodo no pós-operatório, a cirurgia com equipamentos de laparoscopia garante uma recuperação mais rápida. “O paciente sente menos dores após o procedimento, o risco de sangramento e infecção é menor e a pessoa recebe alta em até cinco dias após a cirurgia”, afirmou.