Palmas, Tocantins -

#Eleições2016


Votação nas aldeias
369 visualizações

Eleições com mesários indígenas marcam a votação em aldeias Xerente no Tocantins

As seções instaladas contaram com 100% de mesários indígenas, totalizando 24 voluntários nas aldeias Xerente. É a 1ª vez que a etnia vota por meio da biometria
- Atualizada em
Descrição: Indígenas do TO votam por biometria pela 1ª vez Foto: Ascom/TRE

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral, o município de Tocantínia têm 4.620 eleitores, deste 782 são eleitores indígenas e contaram com nove locais de votação, sendo quatro deles em áreas indígenas.

 

Os locais de votação foram instalados nas aldeias Porteira, Rio Sono e Brejo Comprido. As seções instaladas contaram com 100% de mesários indígenas, totalizando 24 voluntários que atuaram nas eleições municipais.

 

Mesário voluntário há 16 anos, Ângelo Xerente ressaltou a importância de trabalhar nas aldeias, “acredito que é muito importante a minha contribuição, participar junto à minha comunidade facilita no atendimento e principalmente na linguagem. Fica mais fácil para repassar as informações. Ser mesário pra mim é uma honra, pois contribuo e exerço a nossa cidadania como indígena”.

 

Já Eliete da Silva Xerente destacou a alegria em votar pela identificação biométrica, “para nós indígenas a biometria foi muito importante, pois temos muitos integrantes na comunidade que não sabem assinar, facilitou a identificação e tornou o atendimento mais rápido e proveitoso”.

 

Na região, a Justiça Eleitoral ainda ofereceu transporte aos indígenas de aldeias mais afastadas dos locais de votação.

 

Forças Federais

A segurança na Aldeia Porteira foi reforçada pela atuação do exército, e contou com um efetivo de 10 homens, que permaneceram no local desde a instalação das urnas até o encerramento da votação e devolução dos equipamentos eletrônicos ao Cartório Eleitoral.

 

As Forças Federais atuaram em 7 aldeias indígenas, sendo elas: Tocantínia (5ª ZE), Tocantinópolis (9ª ZE), Lagoa da Confusão (13ª ZE), Pedro Afonso (23ª ZE), Goiatins (32ª ZE), Itacajá (33ª ZE) e Santa Fé do Araguaia (34ª ZE).

 

(Com informações da Ascom/TRE-TO)