Palmas, Tocantins -

#Eleições2016

Ver comentários
Câmara de Vereadores de Palmas
2.509 visualizações

Mais votados à Câmara, Léo Barbosa e Tiago Andrino pregam mudança no Legislativo

Apesar das polêmicas sobre número de comissionados e pauta trancada por quase 5 meses, os palmenses reelegeram ontem mais da metade dos vereadores que já possuem mandato na Câmara
- Atualizada em
Mais de 50% dos parlamentares foram reeleitos Foto: Ascom/CMP

A Câmara de Vereadores de Palmas ganhou as manchetes nacionais neste mês de setembro em função da quantidade de servidores comissionados: o quadro administrativo conta com 463 cargos em comissão, 31 servidores concursados, 41 temporários e três pensionistas, ou seja, o percentual de servidores não efetivos supera os 90%. Além disso, a Casa ficou com a pauta trancada por quase cinco meses, devido à falta de acordo entre os parlamentares sobre a composição das comissões. Apesar dessas polêmicas e várias críticas, os eleitores palmenses reelegeram, neste domingo, 2, mais da metade dos vereadores que já possuem mandato na Câmara.

 

Entre os veteranos eleitos estão Rogério Freitas, Júnior Geo, Marilon Barbosa, Etinho Nordeste, Lúcio Campelo, Folha, Major Negreiros, Jucelino, Milton Neris e Gerson da Mil Coisas. Já os novatos que vão exercer o mandato em 2017 são: Leo Barbosa (SD), Tiago Andrino (PSB), Filipe Martins (PSC), Vanda Monteiro (PSL), Laudecy Coimbra (SD), Diogo Fernandes (PSD), Ivory de Lira (PPL), Filipe (PSDC) e Vandim da Cerâmica (PSDC).

 

Dos 134.950 votos válidos, 5.325 foram para as legendas em Palmas, o que corresponde a 3,95% dos votos.

 

Mais bem votado

Vereador eleito com o maior número de votos é o novato Leo Barbosa (SD). O estreante disse, em entrevista ao T1 Notícias, que está “feliz e grato a cada um que ajudou e caminhou com a com a gente na campanha”. Barbosa também garantiu que quer trabalhar pela renovação da Câmara e afirmou que o comando da presidência da Casa depende do diálogo. “Vontade eu tenho, acredito que todos tem, mas isso não depende de mim. É uma decisão que precisa ser dialogada”.

 

Questionado sobre o apoio de seu pai, o deputado estadual Wanderley Barbosa, em sua campanha, ele afirmou que isso “facilitou com o conhecimento da cidade e o ajudou a levar o nome e a história da família para a casa das pessoas”.

 

Sobre os primeiros projetos de lei que pensa em propor, Leo Barbosa disse que já elencou algumas prioridades. “Não vamos aumentar carga tributária sem o conhecimento das pessoas, vamos buscar a construção de um hospital veterinário do município e viabilizar parceria entre município e prefeitura para a construção de escolas agrícolas que vão auxiliar os jovens e pais de família”, garantiu.

 

Transformações

Segundo mais bem votado nestas eleições, Tiago Andrino afirmou ao Portal T1 Notícias, em visita à redação, que “está feliz por ter feito uma campanha limpa”. Sobre o desejo de assumir a presidência da Câmara, Andrino disse que “isso nunca passou pela minha cabeça. Eu acho que isso é uma outra eleição. A casa tem outra dinâmica. Eu tenho uma posição sobre a Câmara, porque eu não sei se ela é majoritária. Acho que algumas pessoas entram na Câmara com projeto de poder. Esse não é o meu caso. Eu não tenho o interesse de ter o poder  da Câmara, eu tenho interesse em transformá-la”, disse o novo vereador.

 

"Eu quero fazer vários projetos de lei. Acredito que o que faltou na Casa foram projetos de lei de alta relevância. Alguns vereadores pouco contribuíram com projetos de lei". Sobre os PLs que pretende levar, Andrino fala em "criar um Prouni municipal, abater os ISSQN das universidades privadas criando assim, muitas bolsas de estudo; além da criação de um fundo da moradia popular usando parte do IPTU", pontuou o vereador.

 

Andrino ainda disse que entre as mudanças que busca para a Câmara está a realização do concurso da Casa. “O meu interesse é discutir o futuro da Câmara. Desde a questão do aluguel de um novo prédio, os contratos excessivos, a volta do registro de ponto, a valorização dos servidores de carreira e um concurso público urgente na Câmara de Vereadores”.

 

Coligações

Sete vereadores foram eleitos pelas coligações do prefeito reeleito Carlos Amastha (PSB): Tiago Andrino, Marilon Barbosa, Etinho Nordeste, Vanda Monteiro, Major Negreiros, Jucelino e Gerson da Mil Coisas.

 

Das coligações da vice-governadora Cláudia Lelis (PSL) foram eleitos sete vereadores: Leo Barbosa, Rogério Freitas, Júnior Geo, Laudecy Coimbra, Milton Neris, Filipe e Vandim da Cerâmica.

 

A coligação do ex-prefeito Raul Filho elegeu cinco vereadores, sendo Lúcio Campelo, Folha, Diogo Fernandes, Ivory Lira e Felipe Martins. É válido lembrar que o vereador reeleito Folha, mesmo sendo da coligação de Raul, é da base de Amastha na Câmara e não apoiou o ex-prefeito na campanha.

 

Confira os vereadores eleitos e quantidade de votos

Léo Barbosa - 2.678 votos

Tiago Andrino -2.499  votos

Rogério Freitas - 2.253 votos 

Professor Júnior Geo - 2.041  votos

Marilon Barbosa - 1.978 votos

Etinho Nordeste - 1.977 votos

Lucio Campelo - 1.910 votos

Filipe Martins- 1.831 votos

Vanda Monteiro - 1.825 votos

Laudecy Coimbra - 1.784 votos

Folha - 1.758 votos

Major Negreiros - 1.702 votos

Diogo Fernandes - 1.636 votos

Ivory Lira - 1.594 votos

Jucelino - 1.587 votos

Gerson da Mil Coisas - 1.586 votos

Milton Neris - 1.587 votos

Filipe - 1.418 votos

Vandim da Cerâmica - 1.345 votos

 

(Atualizada às 10h53 de 4/10/2016)