Palmas, Tocantins -

Em Debate

João Leyde de Souza Nascimento

João Leyde de Souza Nascimento

desouza.combatente@gmail.com


Em Debate
243 visualizações

Conexão pela paz e não violência

- Atualizada em
Descrição: Imagem ilustrativa Divulgação/Banco de imagens/Governo Federal

A violência brasileira ainda é tema dos noticiários locais e nacionais. E vários são os fatores que contribuem para que essa mazela nefasta perdure e consuma nossa energia e recursos públicos e/ou privados. Causando prejuízos sociais, emocionais e financeiros, além de perdas de oportunidades e comprometimento do futuro e presente do país.

 

Pensando em contribuir e seguir as orientações do sociólogo alemão Ulrich Beck, onde cita que devemos “pensar globalmente e agir localmente” a AOMETO – Associação dos Oficiais Militares do Estado do Tocantins desenvolve o projeto: Conexão pela paz e não violência, onde discutimos temas relativos à segurança pública com uma visão dos impactos gerais da violência até sua influência no cotidiano dos tocantinenses. 

 

Em tempos de alta conectividade, devido à internet e a globalização da vida contemporânea, de modo que necessitamos de trabalhos/esforços conjuntos e formação de parcerias buscando aperfeiçoar o emprego dos meios disponíveis frente à escassez dos recursos.

                         

Propomos levar informações úteis e construir propostas/soluções para que as diversas agências governamentais e forças de segurança públicas nos diversos níveis de governo (federal, estadual e municipal) utilizando as redes sociais e as plataformas tradicionais possam atuar com maior afinidade e resultados concretos para o cliente principal: a população.

                       

A agenda 2030 da ONU – Organização das Nações Unidas - lançou em 2015 algumas metas/objetivos que norteavam as ações dos países membros para direcioná-los na busca por uma sociedade sustentável na ótica econômica, ambiental e social para melhoria da qualidade de vidas das pessoas. Nessa vertente é importante citar o eixo Paz, Justiça e instituições eficazes onde direciona caminhos a serem traçados para alcançar os objetivos.

                       

O Brasil segundo os dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública - FBSP/2021 no ano de 2019 houve 39.584 homicídios, redução de 17,7% em relação a 2018. No entanto ainda temos uma taxa de 22,7/100 mil pessoas que é considerada alta a níveis mundiais. Houve também queda de 9,6% da violência doméstica nos registros nas Delegacias de Polícia e um crescimento de 5,8% das ocorrências de agressão a mulher, ou seja, a cada 2 minutos uma mulher e agredida no Brasil.

                         

Dados recentes dos órgãos de segurança pública do Tocantins demonstram que no 1º Semestre de 2021 em relação a 2020 houve uma redução de cerca de 10% dos crimes de homicídios, queda de 16% nos crimes de latrocínio e 18,7% dos crimes de roubos e uma queda de 9,6% dos crimes de furtos e um aumento de mais de 57% dos casos de feminicidio.

             

A partir dos dados podemos observar que o enfrentamento da violência e da criminalidade seja em casa, nas ruas, nas cidades e no Brasil é responsabilidade de todos e dever do Estado como preceitua e aponta a Carta Magna/1988. E que a mobilização social, a ciência e alinhamento das instituições públicas, privadas e do terceiro setor devem está em consonância para redução gradual e permanente dos crimes violentos e perdas de vidas.

           

Todos nós devemos está focados nas mudanças culturais, educacionais e compartilhamentos de propostas/ideias - para que consigamos construir uma sociedade justa, sustentável e igualitária. Seja em pequenos gestos e/ou interferências diretas na nossa realidade local e diária como o respeito ao próximo, com meio ambiente, as instituições e consigo mesmo.

           

Por isso participe e mova-se. Contribua para uma sociedade de paz e não violenta.

 

Joao Leyde de Souza Nascimento - Tenente Coronel QOPM - Vice Presidente da AOMETO – Associação dos Oficiais Militares do Estado do Tocantins. Graduado em Direito, Economia e Segurança Pública.  Pós graduado em Gestão Pública e Criminologia. Email: desouza.combatente@gmail.comInstagram: @tenentecoronel_desouza

 

Outras Notícias