Palmas, Tocantins -

Agrotins 2017 - O que ficou

Ver comentários
Agrotins 2017

Pesca esportiva cresce no Tocantins e gera negócios; conscientização é importante

Praticada na modalidade pesque e solte, a pesca esportiva proporciona o contato com a natureza além de conscientizar para a preservação dos peixes e do meio ambiente
- Atualizada em
Competição foi realizada em stand de pesca esportiva Andréa Nobre

Nesta 17 edição da Agrotins, que encerrou na semana passada, estava o expositor Raimundo Coelho, no pavilhão da aquicultura e pesca. Coelho, que é proprietário da loja canoeiros, em Palmas, é veterano do evento e garante que não perde a oportunidade de participar porque "o retorno de estar na feira é certeza de bons negócios".

 

Em entrevisdta ao T1 Notícias, o empresário e pescador afirmou que o Tocantins tem uma forte demanda para a atividade pesqueira. "Palmas tem um lago enorme, e o Tocantins tem uma diversidade de rios que são grandes atrativos para a pesca esportiva. ALém de muita variedade de peixe e locais ainda inexplorados. Então o pescador sempre vai precisar de uma embarcação, uma isca melhor ou um equipamento mais adequado", ponderou.

 

No seu estande, os interessados pela pesca esportiva puderam encontrar todo tipo de equipamento para a prática do hobby. O empresário afirmou que expor seus produtos numa feira como essa, ele acaba projetando o nome da loja no Estado inteiro e acaba fechando negócios e parcerias com outros municípios. 

 

"Por incrível que pareça ainda encontro pessoas que não sabiam que em Palmas vendia-se caiaques e equipamentos avançados para a pesca. Então essas pessoas acabam me conhecendo e fechando negócio por aqui mesmo ao invés de comprar pela internet, por exemplo", ilustrou o empresário que garante estar animado com a quantidade de contatos feitos durante a feira. 

 

Fomentando a pesca esportiva

 A Agrotins 2017 buscou incentivar a prática da atividade esportiva de forma sustentável, destacando a educação ambiental. A prática esportiva também pode gerar lucros para setores que envolvem a cadeia produtiva da pesca, como é o caso do empresário Raimundo Coelho, que considerou muito importante unir o incentivo à pesca à sustentabilidade. "O incentivo da pesca esportiva aliada à sustentabilidade é ótimo, porque além de conscientizar a categoria para a preservação do meio ambiente, garante a continuidade da atividade por muitos anos, atraindo cada vez mais novos turistas”, pontuou.

 

No último dia da Feira, 13, Raimundo Coelho organizou II Torneio de Pesca Esportiva em Caiaque e o V Campeonato de Arremesso de Isca Artificial. No campeonato de pesca em caiaque, o competidor teve que pegar um tucunaré. O peixe foi medido e depois solto no lago. O vencedor foi o  que pegou o maior peixe. Já no Torneio de arremesso de isca, o jogador tinha que jogar uma isca artificial e acertar um alvo localizado a 10 metros de distância. Os vencedores levaram para casa equipamentos de pesca. 

 

Raimundo considera necessária a realização de eventos como esse tanto para fomentar o setor quanto para ele vender seus produtos. "O Tocantins está avancando nesta atividade s e a pesca esportiva é de suma importância para a geração de negócios. Nesses campeonatos a gente consegue aproximar o pescador da nossa empresa", ponderou o empreendedor.

 

Para o gerente de pesca da Secretaria da Agricultura, Seagro, Thiago Tardivo, em entrevista ao T1, esse tipo de evento é fundamental para que os pescadores conheçam melhor a cadeia da pesca esportiva no Tocantins. “Além de conscientizar os pescadores esportivos, busca também fomentar a pesca, confraternizar e interagir com os diferentes grupos esportivos do Estado”, avaliou. 

 

Durante a programação da feira, Thiago Tardivo ministrou palestra sobre o potencial de pesca no Tocantins, enfocando as principais políticas públicas voltadas para o setor, o potencial do turismo pesqueiro, a pesca amadora, as alternativas para o consumo de pescado, dentre outros.

 

Turismo de pesca
O turismo esportivo e de pesca tem movimentado a orla da Praia da Graciosa.  Palmas já sediou diversos torneios e workshops sobre a pesca que contou inclusive com a presença de Johnny Hoffmann, um dos maiores pescadores da pesca esportiva no Brasil.

 

Ainda de acordo com o gerente de pesca da Seagro, Thiago Tardivo, o Tocantins ainda tem um longo caminho a percorrer e se aperfeiçoar nessa atividade. "Acanhando o trabalho com pesca artesanal que alguns pescadores estão realizando no estado e percebendo que muitos estão abandonando esse tipo de pesca, percebemos que precisaríamos de novas atividades voltadas a pesca no Tocantins. A pesca esportiva é um ótimo caminho, uma vez que reúne esporte, turismo e tem um grande potencial de desenvolvimento econômico”, afirmou.