Palmas, Tocantins -

Estado


Tribunal do Júri
184 visualizações

Agricultor é condenado em Júri Popular a 14 anos de prisão por homicídio em Buriti

De acordo com a sentença proferida pela juíza Nely Alves da Cruz, que presidiu o Tribunal do Júri, o réu foi condenado pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil
- Atualizada em
Descrição: Agricultor foi condenado pelo Tribunal do Júri Rondinelli Ribeiro

O agricultor Erivan Rodrigues da Silva foi condenado pelo Tribunal do Júri, nesta quarta-feira, 19, a 14 anos e seis meses de reclusão pela morte de Tiago Gomes Santana. O crime ocorreu no dia 18 de maio de 2016, no município de Buriti, extremo Norte do Tocantins.

 

O acusado, que foi preso em flagrante à época, confessou o assassinato após ter matado a vítima com golpes de faca. A pena, fixada em 15 anos e seis meses de reclusão, foi atenuada devido à confissão do réu, resultando no total de 14 anos e seis meses de reclusão. O cumprimento da pena será, inicialmente, em regime fechado.

 

De acordo com a sentença proferida pela juíza Nely Alves da Cruz, que presidiu o Tribunal do Júri, o réu foi condenado pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil, conforme estabelecido no artigo 121 do Código Penal.

 

(Com informações da Cecom/TJTO)