Palmas, Tocantins -

Estado


Volta às aulas
131 visualizações

Alunos novatos da rede estadual devem efetivar matrícula até sexta-feira, 24

Os documentos necessários para efetivação da matrícula são: certidão de nascimento ou casamento, histórico ou declaração escolar, Carteira de Identidade, CPF, comprovante de endereço entre outros.
- Atualizada em
Descrição: Em 2020 são 180 mil vagas disponibilizadas nas 499 escolas da rede estadual Márcio Vieira - Governo do Tocantins

A consulta e a confirmação das matrículas para alunos novatos, que realizaram na última semana a pré-matrícula na rede estadual de ensino, começaram nesta quarta-feira, 22. Para confirmar a unidade de ensino em que a vaga do estudante foi disponibilizada é preciso confirmar a pré-matrícula, digitando o número do protocolo em “Consultar Protocolo", na página de matricula: http://matricula.seduc.to.gov.br/.  

 

Após a consulta online da unidade de ensino em que a pré-matrícula foi efetuada, os pais ou responsáveis devem ir até a escola levando a documentação exigida e efetuar a matrícula. A confirmação da matrícula poderá ser feita até a sexta-feira, 24. As aulas na rede estadual de ensino estão previstas para serem iniciadas no dia 3 de fevereiro.

 

Documentos

 

Os documentos necessários para efetivação da matrícula são: certidão de nascimento ou casamento, histórico ou declaração escolar, comprovante do serviço militar para alunos do sexo masculino com idade entre 19 e 45 anos, Carteira de Identidade, CPF, comprovante de endereço atualizado e uma foto 3x4 recente.

 

Para os estudantes com idade até 18 anos, a recomendação é apresentar o cartão de vacina, e para os alunos que são beneficiários dos programas sociais é necessário a apresentação do cartão do SUS ou do NIS. 

 

Vagas

 

Em 2020, a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) oferta 180 mil vagas, em 499 escolas, distribuídas nos 139 municípios tocantinenses. Com o atendimento de educação de qualidade e diversificada, oferece ensino em escolas indígenas, quilombolas, do campo, militares, nas unidades que funcionam na modalidade integral, nas instituições que ofertam o ensino técnico -profissionalizante e nas diversas escolas urbanas.