Palmas, Tocantins -

Estado


Exonerado
7.589 visualizações

Antes de sair em férias Siqueira Campos revoga nomeação do padre Fábio Gleiser

Nomeação do padre foi publicada no dia 26 de dezembro, com data retroativa de 1º de abril de 2011. Governo justificou que Fábio Gleiser desenvolve trabalho social através de convênio com a Setas.
- Atualizada em

Depois de uma de justificativa pela Secretaria de Comunicação a respeito da nomeação do padre Fábio Gleiser Viera da Silva para um cargo DAS 1 na Secretaria de Trabalho e Assitência Social, o governador Siqueira Campos, antes de sair de férias, decidiu revogar o ato de nomeação.

Através do ATO No 1 - RVG. – sem data de sua assinatura – publicado no Diário Oficial do Estado de quinta-feira,3,  Siqueira Campos revogou o  Ato no 2.281 - NM, de 26 de dezembro de 2012, publicado na edição 3.782 do Diário Oficial do Estado, que dispõe sobre a nomeação de FÁBIO GLEISER VIEIRA SILVA, para exercer o cargo de Assessor Especial - DAS-1, da Secretaria do Trabalho e da Assistência Social.

A nomeação do padre Fábio de Gleiser foi publica no Diário Oficial do Estado no dia 26 de dezembro de 2012 com data retroativa a 1º de abril de 2011 e noticiada pelo Portal T1 Notícias com grande repercussão negativa.

No ato de revogação da nomeação o governo justifica que “Considerando que, ausentes a posse e o exercício, o ato complexo de nomeação, por falta de aperfeiçoamento, não gera qualquer direito”.

Justificativa

Quando da nomeação a Secom justificou que o padre Fábio Gleiser é funcionário do Governo do Distrito Federal cedido ao Governo do Tocantins e que desenvolve um projeto técnico social “Amor Social”, através de um convênio com Mitra Arquidiocesana de Palmas. "Dentro desse projeto da igreja padre Fábio, cedido pela Setas, dá aulas de língua estrangeira (francês), canto, teoria musical e violão na Paróquia Santa Rita de Cássia, atendendo a famílias carentes do Jardim Aureny I", garantiu o governo, via Secom.

O Portal T1 Notícias não conseguiu confirmar as informações repassadas pela Secom junto ao Governo do Distrito Federal. O nome do padra Fábio Gleiser não consta da relação de servidores no Portal da Transparência do Governo do Distrito Federal.

À Secretaria de Estado do Trabalho e Assistência Social, o Portal T1 Notícias solicitou e aguarda, cópia do convênio assinado entre o Governo do Estado e a Mitra Diocesana de Palmas.

Ao Governo do Distrito Federal foi solicitada a situação funcional de Fábio Gleiser, bem como desde quando ele é servidor no Distrito Federal e qual a função que ele exerce. Até a manhã desta sexta-feira,4, as duas solicitação não haviam sido atendidas.