Palmas, Tocantins -

Estado


Gestão 2021/2023
615 visualizações

Após 10 anos, Estellamaris Postal reassume comando da Defensoria Pública do Tocantins

Nomeada no último dia 18 de novembro por Carlesse, Estellamaris assume pela terceira vez o comando da Defensoria Pública, com foco na promoção da cidadania e em uma “justiça acessível e concreta”.
- Atualizada em
Cléo Oliveira/Ascom DPE-TO

Estellamaris Postal tomou posse na manhã desta segunda-feira, 25, do cargo de defensora pública-geral no Tocantins, em sessão solene realizada na Assembleia Legislativa do Estado (ALTO). Pedro Alexandre Conceição Aires Gonçalves tomou posse do cargo de subdefensor público-geral, e Danilo Frasseto do cargo de superintendente de defensores públicos.

Estellamaris reassume a função de conduzir a Defensoria Pública do Estado no biênio 2021/2023, após ter atuado como subdefensora pública geral no biênio 2011/2013 e nos biênios 2017/2019 e 2019/2021.

Ao tomar posse como defensora pública-geral pela terceira vez, Estellamaris se comprometeu a "identificar as necessidades imediatas dos assistidos, membros e servidores”, e dar continuidade “à construção de uma defensoria forte, que defenda a população tocantinense e promova a cidadania. Queremos uma justiça acessível e concreta, comprovada com estatísticas", destacou.

Lideranças tocantinenses como o governador do Tocantins Mauro Carlesse (DEM), a vereadora e presidente da Câmara Municipal de Palmas Janad Valcari (Podemos) e o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa Antonio Andrade (PTB) estiveram presentes na solenidade, e foram cumprimentados pela defensora geral nomeada.

"A presença das principais lideranças são a demonstração da confiança do nosso Estado na Defensoria Pública", disse Estellamaris, que conclui: "Temos interesses comuns, e o diálogo vai permanecer. Tenho certeza que teremos dois anos de muito trabalho, mas também de muitas conquistas para nossa instituição, nosso Estado e principalmente aos nossos assistidos", encerrou.

 

Trajetória 

 

Graduada em Direito pela Universidade de Passo Fundo (RS) e pós graduada em Gestão Pública, Direito Civil e Processual Civil pela Universidade do Tocantins (Unitins), Estellamaris se efetivou como defensora pública em 1994, e já esteve na função de defensora pública geral em outras duas oportunidades, entre 2007 e 2010.



Entre 2015 e 2017 a defensora foi nomeada corregedora geral da Defensoria Pública. Ela atuou ainda como secretária executiva do Colégio Nacional de Defensores Públicos Gerais (Condege) e compôs o Conselho Nacional dos corregedores Gerais das Defensorias Públicas do Distrito Federal e da União.



Em 2014, Estellamaris foi a primeira mulher nomeada secretária nacional da Reforma do Judiciário, do Ministério da Justiça.