Palmas, Tocantins -

Estado


Greve dos servidores
2.201 visualizações

Após reunião com governo, Musme definirá contraproposta até o próximo dia 27

Os sindicatos têm até a próxima segunda-feira, 26, para consultarem suas bases. Uma nova reunião do Movimento foi marcada para o próximo dia 27, às 8h30, quando será consolidada a contraproposta
- Atualizada em
Descrição: Musme reúne para discutir propostas Foto: Ascom/Musme

O Movimento de União dos Servidores Públicos Civis e Militares do Tocantins (Musme-TO), realizou reunião na manhã desta terça-feira, 20, para discutir os próximos passos a serem tomados após receberem proposta formal e por escrito do Governo do Estado para pagamento da data-base, durante encontro ocorrido ontem, 19.

 

As entidades sindicais têm até a próxima segunda-feira, 26, para consultarem suas bases. Uma nova reunião do Movimento está marcada para o próximo dia 27, às 8h30, quando será consolidada a contraproposta para ser apresentada ao Governo. Na reunião de hoje ainda ficou definido que durante esta semana os sindicatos que integram o movimento vão consultar suas bases para construir a contraproposta. 

 

A proposta do governo prevê pagamento de 2% em janeiro de 2017 – custo mensal de R$ 4.691.547,97/Custo anual: R$ 62.538.334,46; pagamento de 2% em maio de 2017 – R$ 4.785.378,93/Custo anual: 44.647.585,42; pagamento de 5,83% em outubro de 2017 – Custo mensal R$ 14.228.367,18 – custo anual: R$ 61.608.829,88; pagamento do passivo da data-base de 2015 no exercício de 2017 e redução da jornada de trabalho para 06 horas diárias corridas (30 horas semanais).

 

Participantes

Na reunião do Musme estiveram presentes as seguintes categorias em greve: o Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins (Sisepe-TO); Sindicato dos Trabalhadores em Saúde (Sintras-TO); Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintet-TO); Sindicato dos Cirurgiões Dentistas (Sicideto); Sindicato dos Médicos (Simed-TO); Sindicato dos Profissionais de Enfermagem (Seet-TO); Sindicato dos Profissionais de Educação Física (Sinpef-TO) e Sindicato dos Auditores Fiscais (Sindare-TO); Sindicato dos Farmacêuticos do Tocantins (Sindifato), Sindicato dos Inspetores da Defesa Agropecuária do Tocantins (Sindefesa).

 

(Com informações da Ascom/Musme)