Palmas, Tocantins -
Dia do Soldado
1.425 visualizações

APRA reclama três anos de atraso em promoções e Governo alega vedação eleitoral

Entidade afirma viabilidade de concessão ter sido realizada neste sábado, Dia do Soldado, porém Governo afirma impossibilidade jurídica devido à Lei Eleitoral
- Atualizada em
Promoção tem sido postergada desde 2015 Divulgação

A Associação dos Praças Militares do Estado do Tocantins (APRA-TO) emitiu uma nota neste sábado, 25 de agosto, em que se comemora o Dia do Soldado, na qual exalta o trabalho desenvolvido pelas forças militares estaduais e reclama o atraso na concessão de promoções à classe que dura três anos.

 

“No Tocantins, apesar de infelizmente não contarmos com um governo que reconheça o valor do trabalho prestado pelos policiais e bombeiros militares, lembrando que nesta importante data a gestão do Estado ao qual servimos com nossas próprias vidas não nos oferece nenhum motivo para comemorarmos, seguimos de cabeça erguida confiantes de que chegará o dia em que o valor do nosso trabalho terá o devido reconhecimento”, afirma a entidade na carta aberta.

 

No documento, a APRA afirma ainda que a promoção não tenha sido concedida no dia emblemático, garantindo que a data, além de ser conveniente, “deveriam e poderiam ter sido realizadas”.

 

Estado

 

Através de nota em resposta à APRA, o Governo do Estado alegou que as promoções dos integrantes da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros não são viáveis neste período devido à vedação da Lei Eleitoral, “no entanto, após o período eleitoral, o Governo pretende resgatar esse compromisso com a corporação que vem sendo postergado desde o ano de 2015, durante a gestão anterior”, garantiu.

 

“O Governo do Estado toma essa decisão para que sejam evitados questionamentos judiciais e também visando resguardar a dignidade daqueles que esperam a publicação e cumprimento dos atos de promoção”, justificou.