Palmas, Tocantins -

Estado


Indústria e comércio
1.512 visualizações

Área desapropriada será utilizada para implantação do polo de produtividade

Segundo as informações da Secretaria de Comunicação a aquisição dos lotes, será feita através de licitação.
- Atualizada em

A Secretaria de Comunicação informou ao Portal T1 Notícias que a área de 1,7 mil hectares desapropriada em Porto Nacional, na comunidade de Luzimangues será utilizada para a implantação de um polo industrial com objetivo de gerar emprego e renda, além de movimentar a economia. De acordo com a Secom, o repasse dos terrenos será feito através de licitação. A publicação da desapropriação foi feita no Diário Oficial do Estado no dia 31 de dezembro de 2012 e noticiada pelo Portal T1 Notícias.

Áreas desapropriadas

Foram desapropriadas as seguintes propriedades: Área 1, com 471,6420 hectares, integrante da “Fazenda Bom Gado”, Lotes 22A, 01 ao 09, do Loteamento Mangues, de propriedade de Marilda dos Reis Vilela; AREA 2 – com 148,4723 hectares, integrante da “Fazenda Bom Gado”, Lotes 22A, 01 ao 09, do Loteamento Mangues, de propriedade de Marilda dos Reis Vilela e outros;  – AREA 3 – com 203,1372 hectares, integrante da “FazendaBom Gado”, Lotes 22A, 01 ao 09, do Loteamento Mangues, de propriedade de Marilda dos Reis Vilela; AREA 4 – com 461,8854 hectares, integrante da “Fazenda Bom Gado”, Lotes 22A, 01 ao 09, do Loteamento Mangues, de propriedade de Marilda dos Reis Vilela e outros; AREA 5 – com 67,6467 hectares, da “Fazenda Sambaíba 03”, do Loteamento Mangues 4ª Etapa, de propriedade de Darcy Sprea, Ivone Mezzadri Sprea, Luiz Augusto Sprea e Lucélia Coltro Spres; AREA 6 – com 252,3160 hectares, da “Fazenda Sambaíba 04 - Parte 01 – A”, do Loteamento Mangues 4a Etapa, de propriedade de Darcy Sprea, Ivone Mezzadri Sprea, Luiz Augusto Sprea e Lucélia Coltro Spres,  AREA 7 – com 110,7304 hectares, do “Lote 10”, do Loteamento Mangues 4ª Etapa, de propriedade de Celma de Oliveira e área – AREA 8 – com 15,7384 hectares, do “Lote 11-R”, do Loteamento Mangues 4ª Etapa, de propriedade de Celma de Oliveira.