Beneficiários reclamam de falha em sistema do Igeprev; Instituto faz adequação

Em demanda encaminhada ao Portal, beneficiários relatam que o sistema apresenta a opção para anexo da certidão de união estável apenas para pensionistas

Foto: Morgana Taíse/Governo do Tocantins
Descrição: Foto: Morgana Taíse/Governo do Tocantins

Beneficiários ativos e inativos do Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Tocantins (Igeprev-TO) reclamaram, em demanda encaminhada ao Portal T1 Notícias nesta quarta-feira, 22, sobre a dificuldade para realizar o Recenseamento Previdenciário 2022, em virtude de falha no sistema. Conforme a demanda, o sistema só está aceitando anexar a certidão de casamento, e a condição de união estável, apenas para pensionistas.

 

Questionado sobre o assunto, o Igrepev informou que está adequando o sistema para disponibilizar a opção de união estável. Na oportunidade, o Instituto lembrou que o prazo para a regularização do Recenseamento Previdenciário, para os segurados e beneficiários, é até 30 de junho.

 

O Recenseamento deve ser realizado pelo aplicativo Meu RPPS ou via Web, no site do Igeprev – Recenseamento Previdenciário 2022.  Quem não fizer a regularização nesse prazo, terá o pagamento suspenso a partir da folha do mês de julho, retornando só após a regularização do Recenseamento.

 

Confira a nota do Igreprev na íntegra: 

 

O Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Tocantins (Igeprev-TO), informa que está adequando o sistema para disponibilizar a opção de união estável. O Igeprev lembra, que o prazo para a regularização do Recenseamento Previdenciário 2022, para os segurados e beneficiários é até 30 de junho.

Comentários (0)