Palmas, Tocantins -

Estado


Determinação
113 visualizações

Carlesse determina que famílias de assentamentos recebam alimentos durante a pandemia

As famílias que moram em assentamentos rurais da região de Cariri, Figueirópolis e Sucupira entraram na rota da caravana do Governo nessa sexta-feira, 22, e já receberam suas cestas básicas.
- Atualizada em
Descrição: Maria Madalena, de 63 anos, moradora do assentamento Coimbra. Rafael Miranda/Governo do Tocantins

As famílias que moram em assentamentos rurais da região de Cariri, Figueirópolis e Sucupira entraram na rota da caravana do Governo do Tocantins nessa sexta-feira, 22, e já receberam suas cestas básicas como ajuda durante a pandemia do novo Coronavírus.

 

Essa é a segunda etapa de uma ação social desenvolvida por equipes do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), que mapearam todos os assentamentos do Estado com a missão de atender as famílias de pequenos produtores que tiveram a renda comprometida com o avanço do novo Coronavírus no Brasil.

 

Uma das preocupações da Gestão Estadual está no atendimento à população idosa que mora na zona rural. Como a terceira idade está no grupo de risco dos casos mais graves da doença, é recomendado que todos permaneçam em casa.

 

Foi essa a decisão da senhora Maria Madalena, de 63 anos, que temendo “pegar a doença que está solta no mundo", resolveu não sair de sua pequena propriedade próxima ao município de Cariri, no assentamento Coimbra.

 

“Eu moro com meu esposo e o um neto. A gente acompanha o noticiário e vê que a coisa está feia, então é para ninguém sair de casa. A saúde da gente é mais importante”, comentou Maria Madalena.

 

Maria Madalena conta que procura sempre acompanhar as notícias, e segue a recomendação dos médicos, mas confessa que sente falta de conversar, ir na cidade e rever amigos. “Tem horas que bate uma solidão, mas fazer o que?”.

 

A situação é semelhante para Maria de Jesus, 56 anos, e seu esposo Domingos Maracaípe, de 63 anos. Pequenos produtores do assentamento Coimbra, seu Domingos Maracaípe conta que tem problemas no coração e nos rins, e que por isso teme se contaminar.

 

Comentando sobre a produção de arroz e feijão que planta na propriedade, o agricultor falou que este ano a safra não foi boa. “No arroz, foi uma praga que matou tudo, já o feijão tenho certeza que foi algum animal que comeu todos os brotos", contou seu Domingos Maracaípe dando risadas.

 

Apesar do momento de descontração, a família relatou estar com dificuldades, e que o “paradão” da pandemia afetou a renda. ‘Essa cesta que vocês estão entregando é uma benção para minha família”, contou a esposa dona Maria de Jesus. Segundo ela, uma filha que está desempregada na cidade (Cariri) e deve voltar para morar no assentamento nos próximos dias.

 

Ação Social

 

Desde a quinta-feira, 21, o Governo do Tocantins deu início a mais uma etapa da entrega de cestas básicas para assentamentos de todas as regiões do Tocantins.

 

Na semana passada, foi a região do Bico do Papagaio que recebeu a caravana do Governo Estadual. Lá, mais de 3,5 mil famílias foram atendidas em 16 municípios e 50 assentamentos.

 

“Neste momento em a nossa agricultura familiar está sofrendo com os impactos do novo Coronavírus, cabe ao Governo entrar em ação. Nosso projeto é que todas os assentamentos, de todas as regiões sejam atendidos. A recomendação para o Ruraltins é que nenhuma família fique de fora”, finalizou o governador do Tocantins, Mauro Carlesse.