Palmas, Tocantins -
Após prisão de médicos

Cateterismos e angioplastias estão garantidos no HGP após chegada de cardiologista

Os atendimentos são realizados por Marcello Senna, cardiologista e staff do Instituto Nacional de Cardiologia do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro
- Atualizada em
Marcello Senna vistoria equipamentos do HGP Ascom/Governo do Tocantins

Em nota enviada à imprensa na noite deste sábado, 11, a Secretaria de Estado da Saúde informou que já está em condições de realizar cateterismos e angioplastias de emergência na Hemodinâmica do Hospital Geral de Palmas. Os atendimentos haviam sido comprometidos após a prisão dos médicos cardiologistas Ibsen Suetônio Trindade e Andrés Sanchez Esteva, investigados pela Polícia Federal na Operação Marcapasso, que permanecem na Casa de Prisão Provisória de Palmas, por decisão da Justiça Federal.

 

Uma recomendação havia sido emitida ao governo do Tocantins, na sexta-feira, 10, pelo Ministério Público Federal e pelo Conselho Regional de Medicina, para que o serviço de cateterismo fosse regularizado no HGP.

 

Conforme a Secretaria de Saúde, os atendimentos são realizados por Marcello Senna, cardiologista e membro titular da Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista e da Solaci – Sociedade Latino Americana de Cardiologia Intervencionista, além de staff do Instituto Nacional de Cardiologia do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro. “Ele realizará atendimentos de urgência e emergência após avaliação clínica junto às equipes do HGP”, afirmou a pasta. 

 

Ainda segundo o Estado, a equipe da Secretaria de Saúde e Marcello Senna realizaram neste sábado, 11, vistoria no HGP para assegurar que o aparelho de hemodinâmica, matérias-primas e os equipamentos estejam em perfeito funcionamento para oferecer aos usuários do SUS. “A SES - TO informa ainda que continua empenhada em busca destes profissionais em todo o país para ofertar o atendimento digno e humanizado aos usuários do SUS”, finaliza a nota.