Palmas, Tocantins -
9 meses em atraso
715 visualizações

Clínica de radioterapia cobra dívida do Estado e suspende admissão de novos pacientes

A clínica trata 35 pacientes novos do SUS ao mês, executando 700 sessões de radioterapia a cada 30 dias
- Atualizada em
A clínica trata 35 pacientes novos do SUS ao mês Divulgação/Irradiar

A prestadora de serviço de radioterapia ao governo do Tocantins, por meio de convênio, Radioterapia Irradiar, em Palmas, informou ontem, 7, que os atendimentos na clínica a novos pacientes do SUS estão suspensos há cerca de três semanas. “A medida foi necessária porque o último pagamento realizado pelo estado foi o do mês de abril de 2018, que foi pago em dezembro do ano passado. Ou seja, a Irradiar está atendendo com atraso de pagamento de quase um ano”, alegou a empresa.

 

A Irradiar ainda pontua que a falta dos pagamentos tem impedido a clínica em honrar com os compromissos com os prestadores, fornecedores e tributos. “Informamos que assim que o pagamento for realizado, atenderemos a todos, acabando com a fila”. Segundo a clínica, os pacientes do SUS que já tinham iniciado o tratamento, continuarão realizando as seções.

 

 

A clínica trata 35 pacientes novos do SUS ao mês, executando 700 sessões de radioterapia a cada 30 dias. “Os pacientes da Irradiar são tratados com um acelerador que figura entre os mais modernos do País, sendo capaz de realizar radioterapia conformacional 3D, de intensidade modulada (IMRT) e IGRT além da radiocirurgia, técnicas que maximizam os resultados com menores impactos à saúde do paciente. O aparelho focaliza e emite a radiação de forma específica para não comprometer os demais órgãos”, explicou a clínica.

 

 

“Cientes do compromisso com o Tocantins e sua estimada população, tendo em vista a essencialidade do serviço e a alta qualidade do tratamento ofertado pela Irradiar, a prestadora espera que a situação se resolva diligentemente”, finaliza a prestadora do serviço.

 

Saúde diz que paga na próxima semana e que pacientes não estão desassistidos

 

Em nota enviada ao T1, a Secretaria de Estado da Saúde informou que está previsto para a próxima semana o pagamento de R$119.146,00 para a empresa, que presta os serviços de radioterapia em Palmas e o retorno dos atendimentos na cidade. O Estado afirma que em 2018 foram pagos R$ 471.592,00 para a empresa.

 

A Secretaria ainda relatou que possui contrato vigente com o serviço de radioterapia de Imperatriz (MA), onde os pacientes estão sendo encaminhados, até que seja solucionado o entrave administrativo com a empresa Irradiar em Palmas.

 

“O Estado também está em contato constante com a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) para liberação o mais breve possível do equipamento de Radioterapia de Araguaína. O equipamento já foi instalado, a equipe treinada, aguardando agora, somente a liberação da máquina junto ao órgão federal”, informou a SES.