Palmas, Tocantins -
Em Brasília
844 visualizações

Com gestão de Dorinha MEC libera quase R$ 1 milhão em recursos para UFT e IFTO

Nesse primeiro momento, o ministro confirmou a liberação de R$ 500 mil para a UFT, destinados à construção de uma estação elevatória e dutos de transporte de esgoto do Campus de Palmas.
- Atualizada em
Divulgação

O Ministério da Educação (MEC) autorizou nesta quinta-feira, 24, a liberação de recursos para o Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO) e para a Universidade Federal do Tocantins (UFT), durante reunião agendada pela deputada federal Professora Dorinha (Democratas/TO). Os deputados Tiago Dimas (Solidariedade/TO) e Osires Damaso (PSC/TO) também participaram da audiência.

 

Na ocasião, o reitor da UFT, Luiz Eduardo Bovolato e o reitor do IFTO, Antônio da Luz, apresentaram ao ministro, Abraham Weintraub, a estrutura das instituições, projetos desenvolvidos e resultados conquistados por pesquisadores. Os reitores também apontaram os impactos do contingenciamento de recursos para as universidades federais e discutiram com Weintraub alternativas para que todas as atividades acadêmicas sejam mantidas.

 

O ministro, Abraham Weintraub, elogiou o trabalho da UFT e do IFTO e destacou que as instituições estão entre as que apresentaram ao MEC os melhores resultados e propostas de gestão de crise. “O ministro gostou muito do trabalho realizado, a presença institucional nos diferentes municípios, apresentamos projetos estratégicos e a preocupação com a continuidade e fortalecimento da UFT e do IFTO. Saímos de lá com ações concretas que serão viabilizadas em ambas às instituições”, destacou a deputada Dorinha.

 

Nesse primeiro momento, o ministro confirmou a liberação de R$ 500 mil para a UFT, destinados à construção de uma estação elevatória e dutos de transporte de esgoto do Campus de Palmas. Para o IFTO foram R$ 450 mil destinados a uma reforma emergencial no Campus de Gurupi. As instituições também apresentaram projetos estratégicos de expansão que receberam apoio de Weintraub e foram encaminhados para avalição de viabilidade financeira.

 

(Com informações da Ascom)

Notícias sobre:

dorinha ifto uft