Palmas, Tocantins -
Concurso da Polícia Militar
1.551 visualizações

Concorrência cai na disputa por vagas na PM: quase 15 mil candidatos faltaram provas

A divulgação dos gabaritos está prevista para esta segunda, 12. Os aprovados nesta fase devem realizar ainda outras quatro etapas de um total de cinco que envolvem o concurso
- Atualizada em
Primeira fase do concurso foi realizada neste domingo Divulgação PMTO

Milhares de candidatos realizaram neste domingo, 11, a primeira etapa de um dos concursos mais aguardados e concorridos da história do Estado, o da Polícia Militar do Tocantins. As provas objetivas e dissertativas para o cargo de Oficial (Curso de Formação de Oficiais - CFO) aconteceram no período da manhã, nas cidades de Palmas, Arraias, Araguatins, Gurupi, Araguaína. Participaram deste certame um total de 8.530 candidatos (81,46% dos candidatos inscritos). O índice de abstenção foi de 18,56%, com a ausência de 1.944 candidatos.

 

Já para o concurso que visa preencher vagas no Curso de Formação de Soldados (CFSD), ocorrido no período da tarde, foram 63.602 candidatos presentes, o que representa o total de 83,61% dos inscritos. O número de candidatos que não realizaram a prova foi de 12.451, representando 16,37%. As provas do CFSD aconteceram também nas cidades de Taguatinga, Dianópolis, Natividade, Porto Nacional, Araguatins, Augustinópolis, Sítio Novo do Tocantins, Tocantinópolis, Wanderlândia, Gurupi, Alvorada e Formoso do Araguaia.

 

Os candidatos podem acompanhar a divulgação dos gabaritos, previstos para esta segunda, 12, além de mais informações sobre o certame do site da AOCP. Os aprovados nesta fase devem realizar ainda outras quatro etapas de um total de cinco que envolvem o concurso.

 

Segurança e celular apreendido

 

Para o representante da AOCP, realizadora do concurso, Wesley Faria, os índices de abstenção são considerados baixos, se comparados à outros concursos. Ele ressaltou ainda que tudo transcorreu como o planejado, sem grandes problemas. As poucas alterações de praxe, como recolhimento de celulares e candidatos sem portar documento com foto, não comprometeram o desenrolar do certame.

 

Em Araguaína, conforme a PM, na Faculdade Católica  Dom Orione, a AOCP detectou a localização de aparelho celular em um dos banheiros, que foi entregue por representantes da empresa à Delegacia de Polícia, em virtude do proprietário não ter sido localizado.

 

A Polícia Militar preparou um esquema especial de segurança em todas as 17 cidades onde aconteceram as provas, tanto no período da manhã quanto à tarde.

 

Para acompanhar de perto os trabalhos, o Comandante-Geral da Polícia Militar do Tocantins, coronel PM Edvan de Jesus Silva, acompanhado do Chefe do Estado-Maior, coronel Marcelo Falcão Soares, visitou no período da manhã e tarde várias escolas da capital, a fim de verificar pessoalmente a primeira fase do concurso. “Finalizamos a primeira etapa do Concurso da Polícia Militar do Tocantins com a certeza de que tudo transcorreu dentro do esperado, não tivemos graves problemas nas cidades onde ocorreram as provas, assim como não foi registrada ocorrência de crime relacionada ao certame. O que reflete a seriedade e compromisso das instituições envolvidas”, destacou o comandante geral da PMTO.

 

(Com informações da Ascom/PMTO)