Palmas, Tocantins -
Caso Érika Vanessa
2.482 visualizações

Contadora revela ter sido mantida em cárcere por ex-marido, que está preso em Colinas

Em depoimento a Polícia Civil, Érika Vanessa revelou que foi sequestrada pelo ex-marido, que estava armado, mantendo-a em cárcere; ex-marido está preso na cadeia de Colinas do Tocantins
- Atualizada em
Érika está no Tocantins com a família Arquivo Pessoal

A contadora Érika Vanessa Araújo, de 24 anos, revelou em depoimento à Polícia Civil que foi sequestrada e levada para o Ceará, onde foi mantida em cárcere por seu ex-marido, Antônio Vítor Morais Lecerda, de 31 anos, com quem tem duas filhas, uma de 1 ano e nove meses e outra de seis meses.

 

Segundo a delegada Olodes Maria revelou em entrevista ao Portal T1 Notícias nesta sexta-feira, 11, Antônio Vítor esteve armado durante todo o tempo e manteve relações carnais com a ex-mulher, contra a vontade da vítima.

 

Ainda conforme a delegada, Vítor foi preso na semana passada e está detido na Cadeia de Colinas, mas não quis prestar depoimento à Polícia. “Ele se recusou a depor para a Polícia e disse que só vai prestar declarações em juízo”, detalhou a delegada.

 

De acordo com a delegada, Antônio não aceitava o fim do relacionamento. O casal teve um relacionamento conturbado e Antônio já possuía registros de ameaças praticados contra Érika. “Ela já tinha medida protetiva contra ele, mas Antônio descumpriu a determinação e o juiz concedeu a prisão. Após dois dias ele foi solto e foi atrás dela novamente”.

 

Entenda

Erika Vanessa desapareceu no dia 28 de julho, em Palmas. Depois de ficar cinco dias desaparecida, a jovem entrou em contato com sua família por telefone, avisando que estava bem e que estava retornando do Ceará para Colinas.