Palmas, Tocantins -

Estado


Força Mulher
86 visualizações

Empreendedorismo: Projeto do Sebrae beneficiará mais de duas mil mulheres no Estado

O Força Mulher oferecerá capacitação e consultorias para abertura de pequenos negócios
- Atualizada em
Descrição: Imagem ilustrativa Divulgação/Sebrae Tocantins

Ao todo, 2.130 mulheres serão beneficiadas entre 2021 e primeiro trimestre de 2022, com uma grade integrada de capacitações sobre empreendedorismo, gestão de negócios e oficinas profissionalizantes nas áreas da beleza, construção civil, gastronomia e corte e costura.  O projeto Força Mulher visa a inclusão produtiva desse público em situação de vulnerabilidade em 102 municípios do Estado.


A metodologia tem como diferencial o acompanhamento e apoio às mulheres antes e depois das capacitações. Na etapa preliminar, os Centros de Referência e de Assistência Social (CRAS), farão a prospecção das mulheres em estado de vulnerabilidade, além de acolhimento, motivação e sensibilização, onde o empreendedorismo possa ser visto por elas como alternativa para o protagonismo social e econômico.


Concluída a etapa preliminar, as mulheres cadastradas serão qualificadas por meio de cursos e oficinas profissionalizantes, realizados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), parceiros do Projeto Força Mulher. As oficinas serão realizadas nas áreas da gastronomia, serviços da construção civil, instalação de ar-condicionado, costura, beleza e em gestão do pequeno negócio, empreendedorismo e consultorias gratuitas por um ano, até que ela esteja apta a decolar com o seu empreendimento.


Ao todo serão aplicadas mais de 200.000 horas de capacitação, consultorias e disponibilização de mais de 2.000 kits para as participantes. Para o Força Mulher, foram destinados R$ 9 milhões provenientes do Sebrae Nacional, articulados pela senadora Kátia Abreu, somados ao R$ 1,5 milhão de emenda da parlamentar, que irão garantir o custeio das atividades e o kit de materiais e insumos para empreender. 


De acordo com a senadora Kátia Abreu, “o kit para empreender será para empoderar ainda mais as mulheres participantes do projeto que queiram abrir seu negócio. Agora, com conhecimento e equipamentos básicos, será possível realizar sonhos e crescer, cada vez mais, junto com o seu município”.


A fase de seleção das mulheres nos municípios já começou. As capacitações seguem agenda em outubro e novembro e em dezembro será celebrada a certificação e formatura das mulheres.  “Este projeto é muito mais que uma ação empreendedora do Sebrae. Trata-se de uma estratégia de desenvolvimento local para que os municípios se fortaleçam diante da crise econômica agravada com a pandemia. Mais do que nunca, precisamos inovar e fortalecer este grande número de mulheres que precisam sustentar suas famílias com negócios alinhados à vocação econômica local, gerando emprego e renda”, pontuou o Presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, Rogério Ramos.


Adesão ao Força Mulher  


Os municípios interessados em participar do Força Mulher precisam manifestar interesse aderindo ao Programa Cidade Empreendedora, que abordará vários eixos de desenvolvimento e transformação nos locais. As cidades que desejam aderir ao projeto, poderão obter mais informações pelos telefones (63) 3219- 3346 ou 3219-3304.