Palmas, Tocantins -

Estado


Adapec
188 visualizações

Envio da declaração da vacinação contra febre aftosa até esta terça, 10

O Estado conta com mais de 56,4 mil pecuaristas vinculados à exploração pecuária.
- Atualizada em
Descrição: Imagem ilustrativa Reprodução

O produtor que vacinou os bovídeos (bovinos e bubalinos) de 0 a 24 meses de idade contra febre aftosa precisa comprovar o ato nas unidades da  Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) até o dia 10 de dezembro. Conforme o órgão, é preciso levar a nota fiscal da compra da vacina e a carta-aviso preenchida. Na campanha que ocorreu de 1º a 30 de novembro, a estimativa era vacinar cerca de 4 milhões de animais.

 

Para aqueles que não têm bovídeos na faixa etária indicada na campanha, também precisam declarar os animais adultos, inclusive de outras espécies. O Estado conta com mais de 56,4 mil pecuaristas vinculados à exploração pecuária.

 

O responsável pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, João Eduardo Pires, afirma que o balanço da campanha até o momento é bastante positivo. “Já ultrapassamos 95% de cobertura vacinal, estimamos que após o encerramento esse número possa chegar a um valor próximo de 100%, pois sabemos que boa parte dos produtores já adquiriu a vacina, mas ainda não vieram declarar nos escritórios”, disse.

 

 

O produtor rural, Gilcélio Nunes da Silva, da Fazenda Floresta, localizada no município de Porto Nacional, sabe da importância de vacinar e comprovar para garantir a saúde do animal e evitar transtornos. “Toda campanha cumpro minha obrigação porque sei que é necessário para o Estado manter o rebanho saudável para continuar seu crescimento. É bom pra todo mundo”, ressalta. 

 

A multa para o produtor rural que deixar de vacinar a multa é de R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada, além de outras sanções

Notícias sobre:

vacinação adapec febre aftosa