Palmas, Tocantins -
No Tocantins
533 visualizações

Estado lança 'Documento Curricular' que estabelece novas diretrizes para educação

O documento é fruto do trabalho desenvolvido por profissionais da educação que analisaram e revisaram projetos educacionais.
- Atualizada em
Governo lança o Documento Curricular do Tocantins Elias Oliveira

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) lançaram, na tarde dessa segunda-feira, 18, o Documento Curricular do Tocantins (DCT), que é alinhado com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O documento é fruto do trabalho desenvolvido por profissionais da educação que analisaram e revisaram projetos educacionais, em especial a Base Nacional Comum Curricular, que estabelece o essencial a ser ensinado a crianças e adolescentes brasileiros.

 

Em colaboração com os 139 municípios do Tocantins, o Estado consolidou o Documento Curricular, que foi aprovado pelo Conselho Estadual de Educação. O documento está dividido em quatro cadernos destinados às duas primeiras etapas da Educação Básica, sendo um da educação infantil; os outros, ao ensino fundamental, que são estruturados por competências e habilidades, com organização por área de conhecimento.

 

Na ocasião, foram entregues kits contendo o Documento Curricular do Tocantins. Jucileia Chaves Monteiro, professora da Educação Infantil do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Pequeno Príncipe, de Palmas, recebeu o material. Para ela, o documento curricular possibilita trabalhar a realidade de cada escola e de cada criança. “Tendo esse documento em mão, é possível desenvolver um trabalho que vá ao encontro da realidade de cada criança, visto que podemos fazer as adaptações, conforme cada realidade”, pontuou.

 

Conforme Bartolomeu Moura Júnior, presidente da Undime e secretário de Educação do município de Palmeirópolis, o lançamento do referencial representa um marco na Educação do Estado. “Temos agora um currículo único, em que cada município pode fazer as adaptações conforme sua realidade. Um país é desenvolvido com investimento em educação, e estamos dando um grande passo com a finalização desse documento”, ponderou.

 

Augusto de Resende Campos, reitor da Universidade do Tocantins (Unitins), falou da necessidade de adaptação a um mundo mais conectado. “Hoje é um dia histórico na Educação do Tocantins. Vivemos em um mundo conectado e, para sobrevivermos a esse novo tempo, é necessário nos adaptarmos a cada situação”, ponderou.

 

Para Júlio Furtado, que proferiu a palestra ‘BNCC e o Currículo Estadual: desafios e possibilidades’, o currículo é definido pelo professor. “Se o professor não fizer parte das discussões sobre o currículo, ele poderá utilizá-lo da forma como imaginar, sobretudo na educação infantil”, pontou.

 

Adriana Aguiar, secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, destacou a necessidade de se realizar um trabalho que tenha sentido para todos. “O nosso trabalho de gestão precisa fazer sentido em sala de aula. Portanto, já podemos colocar em prática esse documento, que foi construído com a colaboração dos professores. É a construção em parceria que traz o sentido e o compromisso de todos. O Documento Curricular encontra-se disponível no site da Secretaria de Educação”, finalizou.