Palmas, Tocantins -

Estado


Potencial
124 visualizações

Estado se aprimora para turismo de observação de aves com 14 novos roteiros

Nesta terça, haverá teste no entorno da Praia do Prata e reunião para construção coletiva da tarifação desta modalidade turística no Estado
- Atualizada em
Descrição: A observação de aves poderá atrair turistas internacionais ao Tocantins Emerson Silva/Governo do Tocantins

Projeto voltado ao desenvolvimento do turismo de observação de aves nos Estado entra em sua terceira etapa com duas atividades nesta terça, 10, em Palmas. A partir das 6 horas, será feito um teste no Roteiro Pratinha, com saída no portal de entrada da Praia do Prata e a participação de representantes do trade turístico local. 

 

Às 14 horas, na sala de reuniões da Secretaria de Industria, Comércio e Serviços (SICS) e Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), haverá reunião para discutir a construção do tarifário, que levará em consideração critérios como preparação do destino, condições de acesso (estradas e sinalização), qualificação dos condutores, infraestrutura e serviços de apoio.

 

“A iniciativa do Governo do Estado é importante para fortalecer os roteiros existentes e propor outros novos, além de fortalecer a cultura da observação de aves”, explica a consultora Maristela Benites, bióloga e mestre em Ecologia e Conservação, contratada por meio do Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável do Tocantins (PDRIS), com recursos do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD).

 

O projeto teve início no mês de setembro, sendo que já foram cumpridas as etapas de capacitação de condutores em observação de aves e de formatação de 14 roteiros que envolvem municípios como Palmas, Porto Nacional, Paraíso, Lajeado, São Félix do Tocantins e Ponte Alta, entre outros. Ao final, também será elaborado relatório para subsidiar a produção do Guia Prático de Observações de Aves do Estado do Tocantins. 

 

“O turismo de observação de aves já é uma realidade no Tocantins, graças à grande variedade de espécies desta região, mas precisamos incentivar a criação de novos roteiros, o que consequentemente demandará a abertura de mais postos de trabalho”, afirma o presidente da Adetuc, Tom Lyra, lembrando que a relevância do projeto é atestada pela aprovação pessoal do governador Mauro Carlesse e por sua inserção no PDRIS.

 

Potencial

 

Segundo a consultora, o Tocantins possui alto potencial para o segmento de observação de aves. “Há um tesouro muito grande para o desenvolvimento sustentável, a biodiversidade, que pode ser um ativo de desenvolvimento e isto está muito claro no Ecoturismo, do qual o turismo de observação de aves é um componente”, explica.

 

Maristela Benites aponta dois grandes diferenciais para o Estado do Tocantins: a localização geográfica, que permite a integração de vários biomas, promovendo a integração da biota amazônica, com a do Cerrado e da caatinga, além das áreas de inundação. “Isso tudo amplia consideravelmente a diversidade de espécies”. Além disso, ainda existe uma cobertura vegetal significativa no Estado que dá suporte a essa alta biodiversidade. “A conjugação desses fatores resulta em exuberância de vida testemunhada por todos, moradores e turistas. Das 1919 espécies de aves reconhecidas no Brasil, o Tocantins possui 1/3 aproximadamente, mais de 650 espécies caminhando para 700”, completa.