Palmas, Tocantins -

Estado


Anúncio
1.256 visualizações

Governo diz que vai discutir sobre retorno da jornada de 6 horas no serviço público

“Eu quero debater se as 6 horas corridas foram importantes para os trabalhadores e sem prejuízos para o Tocantins", declarou o governador em exercício
- Atualizada em
Descrição: Barbosa dá as boas vindas ao novo secretário de Segurança, Wlademir Costa Whashington Luís/Governo do Tocantins

O governador em exercício, Wanderlei Barbosa, anunciou que vai discutir com a Secretaria de Estado da Administração e com sindicatos que representam os servidores públicos estaduais o retorno da jornada de 6 horas. O anúncio foi feito durante as boas vindas ao novo secretário estadual de Segurança Pública, Wlademir Costa Mota Oliveira, na Cidade da Polícia, nesta terça-feira, 26.

 

“Eu quero debater se as 6 horas corridas foram importantes para os trabalhadores e sem prejuízos para o Tocantins. Vocês podem ter certeza que nós discutiremos o assunto nos próximos três dias. Se for importante para os servidores é importante para o Governo ter 6 horas corridas para que eles trabalhem de maneira que sejam produtivos e também tenham mais conforto na sua vida profissional”, destacou o Governador.

 

Com a adoção da jornada de 6 horas, o horário fixado para cumprimento da carga horária nas unidades da administração pública direta e indireta do Poder Executivo Estadual é das 8 às 14 horas. No entanto, os dirigentes dos órgãos públicos podem organizar jornada laboral alternativa, no turno da tarde, das 14 às 20 horas, a fim de se evitar a aglomeração de pessoas.

 

A medida não se aplica ao É Pra Já e outras unidades cujo servidores já cumprem a jornada laboral em turnos, de segunda à sexta-feira, das 7 às 13 horas, e das 13 às 19 horas, e aos sábados, das 8 às 12 horas.