Palmas, Tocantins -

Estado


Em Palmas
1.543 visualizações

Hospital de Campanha tem edital aberto para profissionais; Conselho repudia salários

Os salários variam de R$ 1.045,00 até R$ 3.919,34. O período de inscrição começou no sábado, 8, e termina nesta terça-feira, 11.
- Atualizada em
Reprodução

O Hospital de Campanha de Palmas, que funcionará no Centro Oncológico da capital com administração do Instituto Saúde e Cidadania (Isac), terá 70 novos leitos clínicos e de UTI (Unidades de Terapia Intensiva). Para tanto, a unidade contará com 75 vagas de trabalho para 17 cargos. O processo seletivo para contratação emergencial desses profissionais já se encontra aberto e pode ser conferido aqui

 

 

Os salários variam de R$ 1.045,00 até R$ 3.919,34. O período de inscrição começou no sábado, 8, e termina nesta terça-feira, 11.

 

 

A seleção será realizada em três etapas: a) Inscrição de caráter eliminatório; b) Análise de currículo de caráter eliminatório e classificatório; c) Avaliação teórica com questões específicas objetivas de caráter eliminatório e classificatório.

 

 

A avaliação específica teórica será realizada no dia 13/08/2020 a partir das 08h. O resultado no dia 14, bem como a convocação para contratação. Os contratados devem apresentar a documentação no próximo sábado, dia 15.

 

 

Coren repudia salários 

 

 

Em nota, o Conselho Regional de Enfermagem do Tocantins (Coren/TO) repudiou os salários oferecidos no edital para os enfermeiros e técnicos de enfermagem. “Os valores descritos não correspondem ao valor correto de um salário justo e digno, e desvaloriza os profissionais da nossa categoria, que diariamente estão na linha de frente do combate ao novo coronavírus, prestando atendimento direto ao paciente, arriscando suas vidas em prol da saúde da população. Há um grande equívoco quanto ao reconhecimento da profissão com o maior contingente de profissionais da saúde no Brasil. O cuidado de Enfermagem é imprescindível para o restabelecimento da saúde, bem como, para a prevenção de doenças e agravos à saúde” disse.

 

 

O conselho considera que os valores descritos não condizem com a remuneração que deveria ser recebida pelos profissionais, principalmente diante do atual cenário epidemiológico, que exige alta responsabilidade. "Isso demonstra, por parte do Instituto Saúde e Cidadania (ISAC), responsável pelo Edital, desrespeito à profissão de Enfermagem. Diante disso, o Coren/TO informa que tomará as providências cabíveis. Repudiamos veementemente a desvalorização profissional. Lutamos incansavelmente pela valorização da categoria, zelando sempre pelo bom exercício da Enfermagem” conclui a entidade na nota de repúdio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Instituto Saúde e Cidadania

 

A contratação da empresa para fazer a gestão dentro do Hospital Oncológico somou investimentos na ordem de R$ 20,6 milhões, através de contrato firmado com o Instituto Saúde e Cidadania – Isac, uma Organização Social (OS) sem fins lucrativos. O valor do contrato corresponde aos próximos seis meses de trabalho.

 

 

O Isac também é responsável pela realização de exames, fornecimento de medicamentos, gestão de equipe, insumos, alimentação, limpeza e lavanderia. Quanto ao Hospital Oncológico de Palmas, onde leitos estão instalados, a unidade foi contratada pelo Governo do Tocantins em julho, cabendo agora ao Isac fazer a gestão de toda a estrutura disponível no local.