Investigadores querem reajuste linear e excluem secretário da discussão sobre aumento

Investigadores querem um reajuste salarial linear e isonômico para todos os cargos da Polícia Civil do Tocantins

Sede do Sinpol/TO
Descrição: Sede do Sinpol/TO

Investigadores da Polícia Civil do Tocantins estão reivindicando um reajuste linear e isonômico para todos os cargos da categoria, assunto que faz parte do Plano de Cargos, Carreira e Subsídios (PCCS). Em ofício encaminhado ao secretário de Segurança Pública, Wlademir Costa Oliveira, o Sindicato dos Policiais Civis do Tocantins (SINPOL-TO), o Sindicato dos Peritos Oficiais do Tocantins (SINDIPERITO), Federação e Associações manifestam o descontentamento com a situação.  

 

"Considerando que na data do dia 19/01/2022, vossa senhoria compareceu a Casa Civil, acompanhado do presidente do Sindepol, Bruno Souza, e demais delegados, onde novamente, sem a presença de qualquer representante dos demais cargos, tratou sobre a negociação do PCCS da Polícia Civil, deixando mais uma vez claro a preferência que está sendo concedida apenas a categoria dos Delegados de Polícia", ressaltam no ofício. 

 

No documento, também afirmam que a partir deste momento, não vão mais realizar tratativas sobre o PCCS com o secretário da pasta.  

 

O T1 Notícias enviou demanda à Secretaria da Segurança Pública (SSP-TO) para saber um posicionamento sobre o caso e aguarda resposta. 

 

SINPOL e SINDIPERITO buscam resposta sobre o PCCS

 

Na última quarta-feira, 19, a presidente do SINPOL-TO, Suzi Francisca, e o presidente do SINDIPERITO, Silvio  Marinho Jaca, bem como associações e federações, se reuniram com o secretário-chefe da Casa Civil e com o secretário de Planejamento para tratar do PCCS da Polícia Civil.

 

Conforme o Sinpol, na reunião foi informado que já havia sido repassado ao secretário de Segurança Pública o valor do recurso disponibilizado para dividir entre as três carreiras, porém cabia ao secretário definir com os sindicatos e encaminhar a forma como seria distribuído o montante. 

 

"Porém, minutos antes da reunião entre Sinpol e Sindiperito, o secretário de Segurança Pública esteve reunido também na Casa Civil junto com representante do Sindicato dos Delegados e ainda não havia reunido com nenhum dos outros sindicatos da Polícia Civil desde quarta-feira, dia 12, quando foi apresentada a proposta após assembleia geral conjunta. Sendo assim foi mantida a proposta conjunta dos sindicatos que seria um reajuste linear e isonômico para todos os cargos da Polícia Civil, com o valor que estivesse disponível e que não seriam apresentadas tabelas pois não havia a informação de valores por meio oficial até a data de hoje", ressaltaram. 

 

Comentários (0)