Palmas, Tocantins -
Honrarias

Iphan Tocantins concede honraria a Raimunda Quebradeira, Márcio Bello e Simone Camelo

Homenageados foram agraciados com a Medalha Mário de Andrade, que é concedida a pessoas que tenham prestado serviços de relevância social e de preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro
- Atualizada em
Dona Raimunda foi uma das homenageadas Divulgação/Iphan

O Iphan Tocantins divulgou nesta segunda-feira, 9, homenagens concedidas a três tocantinenses que foram agraciados com  a Medalha Mário de Andrade. Simone Camelo, Márcio Belo e Raimunda Quebradeira foram os três homenageados.

 

Divulgado na página do Facebook do Instituto, o prêmio representa o reconhecimento pelo relevante trabalho prestado por eles na preservação do patrimônio cultural brasileiro no Estado do Tocantins.

 

Associação Comunitária Cultural de Natividade

 

A primeira homenageada foi Simone Camelo Araújo, fundadora da Associação Comunitária Cultural de Natividade (ASCCUNA), em 1992. Contribui para a organização e registros audiovisual das festas culturais do município. Foi coordenadora da UEP – Natividade, vinculada ao Programa MONUMENTA. Coordena, junto com o Mestre Wal, a Oficina Mestre Juvenal (Projeto da ASCCUNA), que transmite o modo de fazer joia tradicional em filigrana.

 

A produtora cultural Simone Camelo compartilhou a notícia em sua página na rede social Facebook, comemorando o prêmio. “Surpresa com a honraria...Nem mesmo sabia que estava concorrendo. Feliz, afinal faço por amor e sinto como uma missão em colaborar com a preservação do nosso rico patrimônio cultural. Prêmio para o povo de Natividade, que tão bem preserva nossa história, cultura e memórias, para todos os tocantinenses.. Em especial àquelas pessoas que estão ao meu lado nessa caminhada. Viva nossas raízes!!!”, celebrou Simone.

 

Tambores do Tocantins

 

Também honrado com a medalha, Marcio Bello dos Santos, de Porto Nacional, é idealizador e fundador do Projeto Tambores do Tocantins. Músico natural de Campo Grande, aprendeu técnicas de construção dos instrumentos, as suas formas de tocar e todo o seu contexto histórico, a origem e influências com os mestres populares. Vem desenvolvendo um trabalho social de transmissão do saber, fazer e tocar instrumentos musicais (percussão e tambores) para crianças e jovens em condição social vulnerável. Atualmente atende cerca de 400 pessoas entre 7 e 24 anos.

 

Em sua página nas redes sociais, Márcio Bello se revelou surpreso com a premiação e agradeceu a indicação. “Para mim é motivo de muita alegria e gratidão, muito obrigado ao IPHAN Tocantins, pela indicação, parabéns as minhas companheiras premiadas Simone Camelo Araújo e Dona Raimunda Quebradeira de Coco. Agradeço a Deus e todas as forças da natureza!!! Essa medalha é nossa!”, relatou.

 

Quebradeiras de Coco Babaçu

A terceira homenageada foi Raimunda Gomes, mais conhecida como Raimunda Quebradeira, do município de São Miguel, localizado na região do Bico do Papagaio. Quebradeira de coco e líder comunitária do povoado Sete Barracas, em São Miguel, ela é fundadora do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB), criado em 1991 e atuante nos estados do Pará, Tocantins, Piauí e Maranhão. Raimunda atua na defesa dos direitos das mulheres da região do Bico do Papagaio.