Palmas, Tocantins -

Estado


Caso Vencim Leobas
2.395 visualizações

Juiz acata tese da defesa e isenta Duda Pereira no caso Leobas

Na prática, a decisão tem o efeito de negar a composição de um júri e enviar o empresário para ser julgado por júri popular.
- Atualizada em
Divulgação

O juiz da 1ª Vara Criminal de Porto Nacional, Alessandro Hofmann Teixeira Mendes, julgou improcedente o pedido do Ministério Público e terminou por impronunciar o empresário Duda Pereira, até então, principal suspeito de encomendar a morte do empresário de Porto Nacional, Wenceslau Leobas, que morreu em janeiro de 2016.

 

Na prática, a decisão tem o efeito de negar a composição de um júri e enviar o empresário para ser julgado por júri popular. Em resumo, o juiz entende que a acusação contra Duda Pereira se baseou em “simples suspeitas” e trata-se de “meras conjecturas”, sem trazer nada de “concreto” que o aponte como o mandante do crime.

 

O MPE pode recorrer a segunda instância para reverter a medida.

 

Entenda o caso

 

Wenceslau Gomes Leobas de França Antunes, de 77 anos, foi atingido no dia 28 de janeiro deste ano, após ser alvejado com disparo de arma de fogo, o que o deixou em estado de coma até o dia 14 de fevereiro, quando veio a óbito.