Palmas, Tocantins -

Estado


No Tocantins
180 visualizações

Leitos de UTIs Covid-19 começarão a ser transformados em convencionais, comunica SES

A SES destacou que a ampliação das unidades que ocorreu na pandemia deverá ser mantida em todo o Estado.
- Atualizada em
Esequias Araújo/Governo do Tocantins/Divulgação

Os leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) exclusivos para tratamento de pacientes com Covid-19, implantados pelo Governo do Estado para o enfrentamento da pandemia, começarão a ser transformados em UTIs convencionais, conforme informou a Secretaria de Estado da Saúde (SES) nesta terça-feira, 28. Segundo a pasta, com a queda nos números de casos e mortes registrados no boletim epidemiológico, é inviável a manutenção dos leitos exclusivos por falta de repasses do Ministério da Saúde (MS).

 

A transformação dos leitos será iniciada pelo Hospital Regional de Porto Nacional. "Os 10 leitos exclusivos para tratamento de UTI Covid-19 - que estavam sob a administração da empresa Inmed Gestão, cujo contrato venceu em 27/09 e não foi renovado por desinteresse da contratada - passarão a funcionar como UTIs convencionais", diz um trecho da nota. A Saúde afirmou que a ampliação dos leitos na pandemia deverá ser mantida em todo o Estado para a população não ficar desassistida.

 

"A SES esclarece, por fim, que está em processo de finalização dos trâmites burocráticos e legais - o que deverá ocorrer nos próximos 10 (dez) dias - visando garantir o funcionamento dos referidos leitos. Importante frisar que eles garantirão a manutenção da ampliação dos serviços intensivos para os 13 municípios da Região de Saúde Amor Perfeito, a qual o Hospital Regional de Porto Nacional (HRPN) é referência", encerra o comunicado.

 

Confira na íntegra:

 

Nota 

 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que, desde o início da pandemia, tem trabalhado arduamente para garantir atendimentos dignos à população tocantinense. O Estado tornou-se, inclusive, referência para o Ministério da Saúde (MS) quando recebeu pacientes de outras unidades federadas, em colapso durante o pico pandêmico decorrente da Covid-19.

 

A SES destaca que a ampliação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), levada a efeito durante a pandemia, deverá ser mantida em todo o Estado, sem prejuízo à população assistida. Entretanto, com a queda no número de casos, inviável sua manutenção nesses moldes - até mesmo pela falta de repasses por parte do MS. Por tal razão, haverá a transformação daqueles leitos UTI Covid-19, para UTIs convencionais.

 

A SES enfatiza que a transformação dos leitos iniciará pelo Hospital Regional de Porto Nacional. Os 10 leitos exclusivos para tratamento de UTI Covid-19 - que estavam sob a administração da empresa Inmed Gestão, cujo contrato venceu em 27/09 e não foi renovado por desinteresse da contratada - passarão a funcionar como UTIs convencionais.

 

A SES esclarece, por fim, que está em processo de finalização dos trâmites burocráticos e legais - o que deverá ocorrer nos próximos 10 (dez) dias - visando garantir o funcionamento dos referidos leitos. Importante frisar que eles garantirão a manutenção da ampliação dos serviços intensivos para os 13 municípios da Região de Saúde Amor Perfeito, a qual o Hospital Regional de Porto Nacional (HRPN) é referência.