Palmas, Tocantins -

Estado


Saúde Covid-19
959 visualizações

MS oferece Fiocruz e instituto no Paraná para processar testes do TO, SES recusa

O Lacen recusou oferta do Ministério da Saúde para testar fora do Estado as amostras que não podem ser processadas no TO por falta de material e, obteve insumos com Lacen - GO.
- Atualizada em
Reprodução

O Laboratório Central do Estado – Lacen, ainda não normalizou a testagem para Covid-19. Mas, conforme informações encaminhadas ao T1 Notícias na tarde desta segunda-feira, 22,  pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Lacen ampliou a testagem e está analisando, diariamente, entre 200 e 350 testes. 

 

A SES explicou também que os critérios, que inicialmente haviam sido reduzidos, agora aumentaram, sendo priorizados também: pacientes hospitalizados, na rede pública e privada, suspeitos para Covid-19; pacientes atendidos nas Unidades de Pronto Atendimento do estado, sob suspeita de Covid-19; profissionais de saúde, sintomáticos sob suspeita de Covid-19; profissionais da Segurança Pública em atividade e sintomáticos suspeitos da Covid-19 e óbitos suspeitos para Covid-19. 

 

O estado já tem 22 municípios com mais de 50 casos, chegou a marca de 178 mortos pela Covid-19 e teve disponibilizado pelo Ministério da Saúde semana passada, dois laboratórios para que  sejam encaminhadas as amostras que a SES não conseguir processar via Lacen.

 

Segundo a nota encaminhada ao Portal T1 Notícias pelo Ministério da Saúde, um esforço tem sido feito para adquirir insumos para extração do RNA, a fim de permitir mais testagens PCR. Não há prazo para normalização.

 

Já na Secretaria de Saúde a informação é de que as amostras continuam sendo coletadas pelas unidades de saúde por todo Estado e armazenadas para processamento quando houver material. O Estado decidiu não encaminhar as amostras para serem testadas fora do Tocantins.

 

A SES também informou ter obtido, “um quantitativo” de testes junto ao Lacen Goiás, sem no entanto especificar quantos exames poderão ser feitos com este material ou qual a quantidade testes/dia.

 

Confira as notas: 

 

NOTA

 

O Ministério da Saúde esclarece que tem empenhado esforços na busca de novas compras no mercado nacional e internacional. A pasta informa que, desde março, está em curso processo para aquisição dos insumos para extração de RNA, etapa da realização do teste RT-PCR.

 

Sendo assim, para que não haja prejuízo de continuidade das ações de testagem da Covid-19, a pasta orientou aos estados que enviem as amostras respiratórias excedentes para centrais de testagem instaladas na Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), no Rio de Janeiro (RJ) e o Instituto de Biologia Molecular, do Paraná. A alternativa é um apoio aos laboratórios centrais até que o processo de aquisição seja finalizado e seja normalizada a distribuição. Deste modo, a continuidade de testagem nos estados é assegurada. 

 

Nota

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que o Laboratório Central de Saúde Pública do Tocantins (Lacen-TO) continua recebendo amostras coletadas em unidades de saúde  dos municípios do Estado para testes de Covid-19, através do método RT-PCR. A SES esclarece que essas amostras estão sendo armazenadas, até que o estoque de insumos necessários para a realização dos exames, seja normalizado. Assim, a SES explica que as amostras não serão encaminhadas para outras unidades de testagem.

A SES esclarece ainda que conseguiu junto à SES/LACEN-GO um quantitativo de testes que asseguram a realização desses exames pelos próximos dias, período em que estima a conclusão do processo de aquisição em andamento e a regularização das testagens na unidade.

Palmas, 16 de junho de 2020
Secretaria de Estado da Saúde
Governo do Tocantins