Palmas, Tocantins -

Estado


Greve geral dos servidores
5.762 visualizações

Musme entrega contraproposta e pede pagamento de 50% da data-base já em outubro

Os representantes do Governo afirmaram que vão analisar a viabilidade da proposta apresentada e entrarão em contato para agendar uma nova rodada de negociação
- Atualizada em
Descrição: Governo recebe contraproposta do Musme Foto: Ascom/Sisepe

Após reunião realizada na manhã desta terça-feira, 27, os sindicatos que integram o Movimento de União dos Servidores Públicos Civis e Militares do Estado do Tocantins (Musme-TO) entregaram a contraproposta dos servidores ao Comitê Gestor, no Palácio Araguaia. Os representantes do Governo afirmaram que vão analisar a viabilidade da proposta apresentada e entrarão em contato para agendar uma nova rodada de negociação. 

 

Na reunião de hoje, os presidentes discutiram e colocaram em deliberação as propostas apresentadas pelos servidores das diversas categorias. A mais votada foi a apresentada ao Governo. Os servidores estaduais estão em greve desde o dia 9 de agosto e cobram o pagamento da data-base de 2015 e 2016.

 

O ofício do Musme-TO nº 038/2016 foi entregue diretamente ao secretário geral de Governo e presidente do Comitê Gestor, Lyvio Luciano; ao secretário da Administração, Geferson Barros Filho e à deputada estadual e líder do Governo na Assembleia Legislativa, Valderez Castelo Branco.

 

A proposta formulada com base nas sugestões dos servidores pede a implementação de 50% do índice da data-base 2016, já na folha de pagamento de outubro de 2016, implementação dos outros 50% do índice da data-base 2016, na folha de pagamento de janeiro de 2017; pagamento dos retroativos da data-base 2015, no exercício de 2017, iniciando na folha de janeiro; pagar os retroativos da data-base 2016, no exercício de 2017, iniciando na folha de janeiro.  Além disso, os Sindicatos também pedem a implantação da jornada de 06 horas diárias em todos os setores da Administração Pública.

 

(Com informações da Ascom/Sisepe)