Palmas, Tocantins -

Estado


Denuncia
1.121 visualizações

Permissões de táxi estariam sendo vendidas na Capital

Novas denúncias sobre possível venda irregular de permissões para exploração do serviço de táxi na Capital foram encaminhadas ao Ministério Público. Prefeitura afirmou desconhecer as vendas.
- Atualizada em

O taxista Isequiel Borges encaminhou ao promotor Adriano Neves, do Ministério Público, nova denúncia contra a concessão de permissão para exploração de serviços de táxi em Palmas. De acordo com ele, várias permissões concedidas na derradeira licitação feita pela Prefeitura estão sendo comercializadas.

 

Segundo Isequiel várias das concessões foram vendidas ou negociadas e repassadas para terceiros. “Muitos dos compradores até já são detentores de outras permissões”, contou ele a Portal T1 Noticias.

 

O taxista anexou à denúncia foto de dois veículos cujas permissões teriam sido comercializadas pelas pessoas que receberam a permissão da Prefeitura. As permissões seriam as de número 118 e 126. “Recebemos informações que outras permissões estão sendo comercializadas”, argumentou.

 

Desde o início do processo licitatório diversas reclamações têm sido feitas contra o edital que distribuiu 36 novas permissões para a exploração do serviço e táxi em Palmas. O Ministério Público já abriu investigação para apurar denúncia de condutores a respeito de vários pontos do edital que concedeu as permissões.

 

Sem procedência

Isequiel esclareceu também que a denúncia feita por ele contra o presidente do Sintax, Manuel Batista do Nascimento, o “Caicó”, não procede. Isequiel havia afirmado que parentes de “Caicó” teriam sido beneficiados com a concessão de permissões. “A denúncia realmente não procede e a pessoa que aparece na relação tem nome idêntico a um parente do presidente do Sintax”, afirmou Isequiel.

 

Prefeitura desconhece vendas

A Prefeitura de Palmas informou que não recebeu nenhuma denúncia escrita ou verbal a respeito de vendas de permissões de táxi.

 

De acordo com a Prefeitura, caso seja constatada qualquer irregularidade o fato será encaminhado à Procuradoria Geral do Município e a permissão pode ser cassada.

 

A Prefeitura informou também que como forma de controle realiza fiscalizações nos pontos de taxi para verificar irregularidades.

 

Ainda segundo a administração não há irregularidade em relação às concessões números 118 e 126, alvos de denúncias.

 

 

Notícias sobre:

prefeitura de palmas taxi mpe venda