Palmas, Tocantins -

Estado


Luto
1.320 visualizações

Pioneiro na comunicação do TO, Nogueira Júnior morre aos 52 anos vítima de infarto

Criador do jargão "A taboca vai rachar", grande pioneiro do jornalismo tocantinense, Nogueira Júnior, faleceu na noite deste sábado, 10. Ele completaria 53 anos de idade no próximo dia 24.
- Atualizada em
Divulgação

O comunicador Nogueira Júnior faleceu na noite deste sábado, 10, vítima de infarto. Ele completaria 53 anos neste mês de outubro. Pioneiro no Tocantins, ele fez história na comunicação tocantinense usando o jargão “A taboca vai rachar”. Nogueira Jr tinha como foco a comunicação que dava voz à comunidade e a naturalidade de contar as histórias vividas pelo povo.

 

José Nogueira de Sousa teve carreira em vários meios de comunicação Estado, passando por emissoras de TV, rádio e internet. Atualmente, ele tinha um programa de TV que era transmitido aos sábados meio dia e também um site de notícias que mostrava cidades.

 

Natural de Pedreiras, no Maranhão, Nogueira Júnior, deu início na sua trajetória no jornalismo ainda na década de 90, como repórter policial em Araguaína, na TV Líder. Logo após, se mudou para a Capital em busca de novos caminhos para solidificar sua profissão.

 

O velório será neste domingo, 11, na Assembleia Legislativa do Tocantins (Aleto), até às 18 horas. Logo após, o corpo segue para a capela da funerária Pax Mundial. O enterro será na segunda-feira, 12, às 8 horas, no cemitério Jardim das Acácias, em Palmas.

 

O governador do Tocantins, Mauro Carlesse, se solidarizou com o falecimento através de nota de pesar. O vice-governador, Wanderlei Barbosa, e a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, também lamentaram a grande perda para o jornalismo tocantinense.

 

Notas de Pesar

 

Nota de Pesar - Mauro Carlesse

 

Com tristeza recebi a notícia da morte do comunicador José Nogueira de Sousa, o conhecido Nogueira Júnior, ocorrida na noite deste Sábado, 10.

 

Maranhense de nascimento, Nogueira Júnior escolheu o Tocantins para viver, onde foi um dos pioneiros, construindo uma carreira sólida na comunicação. Atuando em várias emissoras de rádio e TV, Nogueira Júnior muito colaborou para o fortalecimento do jornalismo e comunicação no Estado do Tocantins.

 

Neste momento de dor e pesar, rogo a nosso eterno e bom Deus que console os corações dos familiares e amigos, que sentem o luto pela partida repentina e prematura de Nogueira Júnior. A todos meus sentimentos e orações.

 

Mauro Carlesse 

Governador do Estado do Tocantins

 

Nota de Pesar – Wanderlei Barbosa

 

Foi com muita tristeza que recebi a notícia da morte do comunicador Nogueira Júnior, ocorrido neste sábado, 10.

 

Nogueira Junior era Maranhense, natural de Pedreiras, veio ao Tocantins há mais de 30 anos. Um dos pioneiros na Comunicação Popular do Estado, começou sua carreira em Araguaína com o programa Nogueira Júnior– Repórter 190. Em Palmas com o programa que se tornou sua marca “A taboca vai rachar”.

 

Apaixonado também por política, foi candidato a vereador nas eleições de 1996 em Araguaína e em Palmas candidato a deputado estadual em 2014.

 

O Tocantins perde um dos grandes ícones da comunicação do Estado, um excelente profissional e um ser humano generoso. Sem dúvida, ele fará muita falta. 

 

Neste momento de tamanha tristeza e dor, me solidarizo e peço a Deus que conforte o coração dos familiares, amigos e toda a imprensa tocantinense, dando-lhes forças para superarem este momento difícil e para conviverem com tamanha saudade.

 

Wanderlei Barbosa
Vice-governador do Tocantins

 

Nota de Pesar - Cinthia Ribeiro​

Recebo com grande tristeza a morte do comunicador Nogueira Júnior, ocorrida na noite deste último sábado, 10. Ele que há cerca de 30 anos, deixou sua Pedreiras, no Maranhão, pra vir fazer história no Tocantins e aqui também construiu  sua própria história de vida.

Nogueira Júnior construiu seu próprio estilo profissional, se diferenciando na cobertura de assuntos ligado ao cotidiano das pessoas, dando voz, sobretudo aos menos favorecidos. Acolheu muitos jovens comunicadores em seus programas, ajudando na formação prática, muitos dos que hoje estão no mercado profissional.

Me solidarizo com seus familiares e as centenas de amigos pela dor irreparável, e peço a Deus que o receba em sua morada para o descanso eterno.

Cinthia Ribeiro