Palmas, Tocantins -
Precaução

Ponte de Lajeado passa por vistoria após proximidade com incêndio na região

Segundo o Corpo de Bombeiros Militar, equipes compostas por bombeiros e brigadistas ainda estão no município, no combate aos incêndios florestais do entorno.
- Atualizada em
Divulgação

Devido ao incêndio que se alastrou sob a cabeceira da Ponte dos Imigrantes Nordestinos “Padre Cícero José de Sousa”, que liga os municípios de Lajeado e Miracema, nos últimos dias, a Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto) está fazendo um levantamento das suas condições estruturais.

 

 

Para isso, um engenheiro técnico foi escalado, devendo ele ainda observar outros estragos ocasionado pelo fogo. Segundo o Corpo de Bombeiros Militar, equipes compostas por bombeiros e brigadistas ainda estão em Lajeado, no combate aos incêndios florestais em torno da cidade.

 

 

Quanto ao fato de as chamas terem se aproximado bastante da estrutura da ponte, o órgão disse apenas que “foi por um breve período e foi extinto logo em seguida. Não houve interdição da via”.

 

Por causa da dimensão do incêndio, pelo menos 26 brigadistas atuaram no combate às chamas na serra, no município de Lajeado. O trabalho começou ainda no domingo, logo após o início do incêndio recebendo reforço nesta segunda-feira, 12, sendo que até o helicóptero da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), atuou no caso.

 

 

 

 

O helicóptero sobrevoou as áreas em chamas permitindo aos técnicos fazerem um reconhecimento da dimensão do incêndio, fazendo transporte de brigadistas e ainda atuando no combate, lançando água sobre as chamas, quando os brigadistas não conseguiam acessar por terra.

 

 

O fogo teve início no domingo, após o pneu de um caminhão estourar e provocar incêndio no veículo. As chamas ganharam grandes proporções e se alastraram para serra, coberta pela vegetação seca do período.

 

 

 

 

A ponte faz ainda a ligação entre Palmas e a região Central e Norte do Tocantins. Durante os dias em que as chamas estiveram mais fortes, ficou difícil trafegar nela, por conta da falta de visibilidade decorrente da fumaça.