Palmas, Tocantins -

Estado


Vacinação contra Covid-19
1.497 visualizações

Profissionais da Educação e Segurança devem ser incluídos na 2ª etapa da vacinação

O primeiro lote com as 44 mil doses da vacina CoronaVac, enviadas ao Tocantins, serão destinadas à imunização dos trabalhadores da saúde, população indígena e idosos com 60 anos ou mais
- Atualizada em
Descrição: Secretário da Saúde do Tocantins, Edgar Tollini, durante coletiva de imprensa Tharson Lopes/Governo do Tocantins

Dado o pontapé inicial para a vacinação da população tocantinense contra a Covid-19, a primeira etapa deve começar ainda esta semana nos 139 municípios. O primeiro lote com as 44 mil doses da vacina CoronaVac, enviadas ao Tocantins, serão destinadas à imunização dos trabalhadores da saúde, população indígena vivendo em terras indígenas e idosos com 60 anos ou mais, que estejam em instituições de longa permanência.

 

Sobre as próximas etapas, o secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini, disse nesta segunda-feira, 18, que a previsão é que os profissionais da Educação e da Segurança Pública sejam incluídos na segunda etapa da vacinação. 

 

"Vamos cumprir rigorosamente o Plano Nacional de Vacinação, e nossa expectativa é vacinar a grande maioria da nossa população ainda nesse semestre”, disse Tollini, emocionado com a chegada das doses que vão imunizar 22 mil pessoas dos grupos prioritários nesse primeiro momento. 

 

Centros de distribuição

 

O secretário informou que o Tocantins vai ter duas bases para receber as doses das vacinas, uma em Palmas, outra em Araguaína, esta para atender as demandas do Centro-Norte, Norte e do Bico do Papagaio. As doses estão no Laboratório Central do Estado (Lacen/TO) onde serão conferidas para, posteriormente, começarem a distribuição.

 

Tollini afirmou que tem boas expectativas de que mais doses da CoronaVac cheguem em breve, e acredita que o impasse diplomático entre o Brasil e a Índia seja logo superado, para que cheguem ao país as doses da vacina produzida pelas AstraZeneca, com contribuição da Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz).

 

Tocantinenses que entraram para a história 


A primeira vacinada foi a enfermeira do Hospital Geral de Gurupi (HRG) Edleuza Ferreira dos Santos, de 52 anos, seguida pela foi a técnica de enfermagem do Hospital Geral de Palmas (HGP) Jocilia Tito Barbosa Silva, 50 anos e por  José Ronaldo Xerente, de 30 anos, que representou a etnia Xerente.

 

Dona Neura, enfermeira do HGP há 18 anos entrou para a história do Tocantins como a agente da Saúde por vacinar as três primeiras pessoas no Estado. Neura já teve e se recuperou da Covid-19. “Agradeço a Deus pela oportunidade de contribuir com o Tocantins, com o nosso HGP. Depois que tive a Covid, posso dizer que a Saúde é tudo, e fiquei muito feliz por sermos o primeiro Estado da nossa região e ter sido convocada para fazer a primeira vacina aqui”, diz Neura.

 

Após a vacinação, o governador Mauro Carlesse se pronunciou, chamando atenção de que as doses recém chegadas ainda são o início do Plano de Vacinação, e ressalta a manutenção dos cuidados diante do Coronavírus.

 

“Todos sabem da dificuldade que tem passado o Brasil inteiro. Abrimos a vacinação e agradeço à Polícia Federal pela logística. O momento é de alegria, libertação, mas peço à população, usem máscara, álcool gel, essas 44 mil doses só são o começo”, diz Carlesse.