Palmas, Tocantins -

Estado


Medida Provisória
3.046 visualizações

Profissionais da Saúde do Estado receberão incremento financeiro com MP de Carlesse

Medida ainda está sendo formatada pela Casa Civil e deverá ser enviada à Assembleia Legislativa para apreciação e votação dos deputados
- Atualizada em
Descrição: A medida foi anunciada na tarde desta segunda-feira, 1 Divulgação

Os profissionais da rede pública de saúde do Tocantins que estão ligados às unidades de saúde no combate à Covid-19, vão receber um incremento financeiro. A medida foi anunciada na tarde desta segunda-feira, 1, pelo governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, durante reunião por videoconferência do Comitê de Crise para Prevenção do Novo Coronavírus, causador da Covid-19. A medida ainda está sendo formatada pela Casa Civil e deverá ser enviada à Assembleia Legislativa, para apreciação e votação dos deputados o mais rápido possível.

 

O Governador explicou que esse incremento nos vencimentos será destinado, exclusivamente, aos profissionais que estão diretamente envolvidos no atendimento e tratamento das pessoas acometidas pela Covid-19, por tempo determinado.  “Não adianta termos criado mais 200 leitos no Estado neste momento de crise se não equipararmos o que os outros estados estão remunerando. Temos que remunerar melhor essas pessoas que estão se expondo e colocando em risco a saúde de sua própria família. Mas temos que fazer dentro da legalidade e deixar bem claro que não é para todo o quadro de profissionais, é para o quadro que cuida do coronavirus”, ressaltou.

 

O titular da pasta da Saúde, Edgar Tollini, disse que já está concluindo um levantamento dos profissionais de todas as categorias  para que não seja cometidas injustiças. “Não existe categoria superior, todos são importantes, desde aqueles que fazem o atendimento inicial ao maqueiro. Ninguém enfrenta uma crise dessa proporção sozinho, então todos são fundamentais e merecedores desse incremento”, ressaltou ele, afirmando que esse incremento vai permitir a contratação de novos profissionais e até mesmo promover o retorno de muitos que estão afastados.

 

O deputado estadual Ivory de Lira, que representou o presidente da Assembleia Legislativa, Antônio Andrade, elogiou a iniciativa e disse que é preciso adotar a forma mais ágil para a matéria. “O que importa é a agilidade para incrementarmos essa iniciativa e o sentimento que há na Casa é de deliberar o mais rápido possível essa matéria”.  O presidente do Tribunal de Justiça elogiou as medidas adotadas pelo Governo do Estado para conter o avanço do novo Coronavírus, principalmente na região norte, que concentra a maioria dos casos no Tocantins. “As medidas adotadas evitaram o caos na saúde, e essa sugestão de melhorar a remuneração dos médicos e dos outros profissionais que estão na linha de frente nas unidades de saúde é muito interessante. Todos correm risco ao enfrentar esse vírus, então eu vejo com simpatia essa sugestão do Governo do Estado”.

 

Na oportunidade, foi feito um balanço das atividades realizadas pelas demais pastas do Governo, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, além do Exército e a Marinha, das atividades realizadas para conter o avanço da doença no Estado.  Na oportunidade o Governador fez um agradecimento aos poderes que colaboraram com recursos e doações de Equipamentos e Proteção Individual (EPI), como o Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas do Estado (TCE), Ministério Público (MP), Itpac, Ambev, Grupo Audax, BRK, Acipa, Fabiano Parafusos, Energisa, Exército Brasileiro, Fundação Itaú, UFT, VLI multimodal, além do Grupo Votorantim, que anunciou uma doação recentemente.

 

Comitê

 

O Comitê de Crise para Prevenção da Covid-19 foi implantado no dia 12 de março, pelo Governo do Tocantins, com objetivo de unir forças entre os poderes do Estado e órgãos institucionais com vistas a fomentar ações que possam prevenir a população do Tocantins contra o novo Coronavírus. O Comitê conta com a participação da Assembleia Legislativa (AL/TO); do Tribunal de Justiça (TJ/TO); do Ministério Público Estadual (MPE); da Defensoria Pública Estadual (DPE); da Polícia Federal (PF); da Polícia Rodoviária Federal (PRF); da Ordem dos Advogados do Brasil- Seccional Tocantins (OAB/TO) e do Exército Brasileiro.