Seciju suspende visitas e atendimentos em unidades penais para conter avanço de casos

Atividades estão suspensas por 15 dias após o Estado registrar avanço de casos de Covid-19 e de síndromes gripais

Com o aumento no número de casos da Covid-19 e variantes gripais no Tocantins, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) reforçou as medidas sanitárias para garantir a saúde dos custodiados, policiais penais e servidores que atuam nas unidades penais do Estado. Em deliberação do Núcleo de Operações, Prevenção e Controle da Covid-19 e demais Síndromes Gripais, realizada nesta segunda-feira, 17, foi atualizado e aprovado um novo Plano de Ação para Combate à Covid-19 e Síndromes Gripais, com novas medidas como a suspensão das visitas e atendimentos jurídicos nas unidades penais por 15 dias.

 

A suspensão das visitas e atendimentos presenciais passou a contar a partir de segunda-feira, 18, seguindo por 15 dias corridos. Além da suspensão, também foi determinada a realização do Dia D de higienização de todas as unidades penais do Estado, que deve ser realizada a partir desta terça-feira, 19, até dia 21 de janeiro.

 

O superintendente de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional do Tocantins, Orleanes Alves, ressalta que esse é um momento que exige cuidado redobrado. “Os cuidados nunca pararam, entretanto, nesse momento em que o número de casos tem crescido em todo o mundo, precisamos redobrar os esforços para garantir a saúde dos custodiados, policiais penais e servidores. Esse é um trabalho feito em conjunto, precisamos da colaboração de todos, mantendo os cuidados necessários para conter a disseminação dessas doenças”, afirmou.

 

A gerente de Assistência e Saúde ao Preso e Egresso, Sandra Veloso, afirma que as medidas têm o objetivo de garantir a preservação da saúde de todos, custodiados e servidores. “Estamos atuando de forma preventiva, a fim de garantir uma qualidade na assistência à saúde para os custodiados e servidores. Por meio da redução do número de pessoas circulando dentro das unidades penais temos a possibilidade de conter uma possível proliferação”, explicou. 

 

Medidas de prevenção e contenção

 

Conforme o Plano de Ação, as medidas de prevenção à proliferação das doenças no Sistema Penal continuam, como o uso obrigatório dos equipamentos de proteção individual (EPI’s), disponibilização de materiais para limpeza das mãos, triagem dos servidores e policiais penais na entrada das unidades e afastamento de servidores positivados com a Covid-19, assim como a separação de custodiados em casos da doença. Além disso, também estão suspensas as atividades educacionais e religiosas presenciais.

 

Entre as determinações também estão a manutenção da Operação Lockdown; suspensão de transferências estaduais e interestaduais; suspensão de escoltas, com exceção dos júris e atendimentos médicos emergenciais, além da limitação de quatro atendimentos presenciais diários nas Centrais de Monitoramento Eletrônico de Pessoas, que deverão ocorrer por meio de agendamento. Além disso, a Secretaria também tem trabalhado no fomento e orientação para vacinação contra à covid-19 e dose anual para influenza.

Comentários (0)