Palmas, Tocantins -

Estado


Diárias
2.249 visualizações

Sem receber ressarcimentos, técnicos da Adapec ameaçam suspender trabalhos

O Redad é um valor fixo mensal que os técnicos recebem para execução de trabalhos de campos, como fiscalizações e feiras agropecuárias. O Valor varia de R$ 970,00 a R$ 1.230,00 mensais.
- Atualizada em

Técnicos da Agência de Desenvolvimento Agropecuário do Tocantins (Adapec) prometem suspender, a partir desta quinta-feira, 11, todos os trabalhos de campo caso o governo não efetue o pagamento do Ressarcimento de Despesas de Serviços Agropecuário (Redad). De acordo com o presidente da Associação dos Funcionários da Adapec (AFA), Wiston Gomes, a decisão foi tomada porque o Governo não vem cumprindo com o pagamento em dia do ressarcimento.

O Redad é um valor fixo mensal que os técnicos recebem para execução de trabalhos de campos, como fiscalizações e feiras agropecuárias. O Valor varia de R$ 970,00 a R$ 1.230,00 mensais.

“Temos uma acordo que as despesas realizadas em um mês seriam pagas até o dia 20 do mês seguinte e isso não está sendo cumprido pelo governo”, afirmou Wiston, ao Portal T1 Notícias. De acordo com ele, o recurso muitas vezes não cobre direito nem as despesas do profissional que vai a campo. “Mesmo assim o governo atrasa o pagamento. Isto é insustentável e os técnicos vão paralisar os trabalhos de campo”, argumentou.

 O presidente da AFA afirma, no entanto que há uma promessa que o pagamento seja feito nesta quarta-feira, 10. “Caso o pagamento não ocorra, a partir desta quinta-feira vamos suspender o trabalho de campo”, confirmou.

Wiston reclama também dos valores pagos para os técnicos da Adapec. “Trabalhamos nos mesmos locais que os técnicos do fisco e nossa diária é três vezes menor. E eles recebem em dia, enquanto que nós estamos sem receber”, protesta.

 

Notícias sobre:

adapec redad afa wiston gomes