Palmas, Tocantins -
Universidade Federal do Norte do Tocantins
687 visualizações

Senado aprova criação da UFNT; projeto agora vai para sanção do presidente Bolsonaro

Projeto passou por duas comissões antes de ser apreciada em Plenário nesta quarta, 12
- Atualizada em
UFT Campus Araguaína será sede da UFNT Reprodução

O plenário do Senado aprovou, nesta quarta-feira, 12, a criação da Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT). A nova instituição, que será um desmembramento da Universidade Federal de Tocantins (UFT), terá sede em Araguaína. O projeto agora vai para sanção do presidente da república, Jair Bolsonaro (PSL).  

 

Projeto 

 

Depois de tramitar por três anos na Câmara dos Deputados, o projeto chegou no Senado, em maio, e foi relatado por Kátia Abreu na Comissão de Constituição e Justiça, e pelo senador Eduardo Gomes (MDB-TO), na Comissão de Educação, antes de ir para o Plenário. 

 

Kátia Abreu destacou que a nova universidade terá orçamento próprio e independência. O projeto prevê que cursos, alunos, e cargos dos campi da UFT de Araguaína e de Tocantinópolis sejam automaticamente transferidos para a UFNT. Além disso, cria os campi de Xambioá e de Guaraí.

 

“Depois de três anos tramitando na Câmara, conseguimos em 30 dias aprovar o projeto em duas comissões, e, agora, no Plenário.  O Tocantins agradece a todos os parlamentares que deram celeridade para a criação dessa universidade, que vai fazer a diferença não só para os jovens do meu estado, mas também para os estudantes do sul do Maranhão, Sul do Piauí, do sul do Pará. Todos terão uma nova perspectiva”, afirmou. 

 

A Universidade Federal do Tocantins manterá sua sede na capital - sob comando do reitor Luís Eduardo Bovolato – além dos campi de Gurupi, Arraias, Miracema e Porto Nacional. Já a UFNT terá um novo reitor. 

 

O próximo passo, afirmou Kátia Abreu, é reunir apoio dos três senadores e dos oito deputados federais do Tocantins em torno da criação do campus da UFNT de Araguatins. 

 

A senadora agradeceu ao trabalho desenvolvido pelo reitor da UFT, professor Bovolato, e pelo ex-reitor Márcio da Silveira. Destacou que, à época da criação, em maio de 2016, era ministra da Agricultura. “Trabalhei junto ao Executivo para que esse sonho saísse do papel quando era ministra e é uma alegria vê-lo se tornando realidade. Temos que continuar trabalhando para fazer do Tocantins o estado do conhecimento e da oportunidade”, afirmou. 

 

Carlesse  

 

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse (DEM), por meio de nota, parabenizou a população do Norte do Tocantins pela aprovação da criação da UFNT (Universidade Federal do Norte do Tocantins) no Plenário do Senado.

 
 

Carlesse também pontuou o empenho, a dedicação e todo o trabalho realizado pela bancada federal do Tocantins, no Senado e na Câmara dos Deputados, "nesta e na Legislatura anterior, para que o sonho da população do Norte do Estado fosse, enfim, realizado". 

 
 

Ainda conforme o governador, a estrutura da nova Universidade vai oferecer ainda mais oportunidades de qualificação e de desenvolvimento de uma região rica em potencial.  E, que a partir de agora, poderá implantar seus próprios projetos e pesquisas que irão potencializar ainda mais o Norte do Estado, amplificando o conhecimento e abrindo novos horizontes não só para esta região, mas para todo o Tocantins e o Brasil.